APRESENTAÇÃO

Departamento de História foi criado em 1977, contando entre os seus fundadores com algumas figuras destacadas da historiografia portuguesa.

O Departamento tem assegurado o Curso de Licenciatura em Arqueologia, do qual saíram numerosos investigadores, docentes e especialistas inseridos em diversas instituições de ensino, gestão do património e investigação quer públicas, quer privadas.

Relacionados com o Departamento de História existem três de centros de investigação dedicados a diversos campos de estudo: o Instituto de Estudos Medievais (IEM), o Centro de Humanidades (CHAM) e o Instituto de História Contemporânea (IHC). Para além de congregarem muitos dos docentes de Arqueologia e História do Departamento, estes centros possuem coleções de documentação e bibliografia especializada, o que constitui uma importante mais-valia para todos aqueles que optarem por estudar nesta área.

Para além dos projetos de investigação na área da arqueologia que decorrem na NOVA FCSH, existem ainda diversos protocolos de colaboração com várias entidades que proporcionam a participação dos alunos em escavações arqueológicas e em laboratório de arqueologia. Deste modo, os futuros arqueólogos podem desde o 1.º ano do curso adquirir competências no trabalho prático.

 

OBJETIVOS

______

 

Pretende-se com este curso de licenciatura que o aluno adquira os seguintes objetivos e competências gerais:

  • ter uma visão abrangente e crítica do passado humano, bem como a compreensão de que aquele afeta o presente e o futuro, assim como a nossa perceção de ambos;
  • revelar compreensão por pontos de vista resultantes de diferentes antecedentes históricos, em distintos contextos culturais e geográficos, na interpretação da sua cultura material;
  • ter conhecimento da presença humana e dos seus testemunhos materiais, no seu contexto histórico, em especial no atual território português;
  • possuir um conhecimento geral da cultura material dos diferentes períodos da História de Portugal;
  • conhecer as metodologias e técnicas do trabalho arqueológico, bem como da publicação dos respetivos resultados;
  • adquirir experiência na manipulação, interpretação e contextualização dos testemunhos arqueológicos;
  • ter experiência de trabalho de campo e de laboratório em Arqueologia.
Informação útil
Nota do Último Colocado
13,55
Nota do último candidato colocado no ano letivo 2020/2021

Provas de Ingresso

É necessária UMA das seguintes provas:

  • História de Cultura e Artes
  • História
  • Português

Vagas

30

Taxa de Empregabilidade

95,7%

* Dados recolhidos pela Dir. Geral de Estatísticas de Educação e Ciência junto do IEFP.

Saídas Profissionais

  • Organismos de Gestão de Património Arqueológico
  • Autarquias
  • Empresas de Estudos de Impacto Ambiental
  • Empresas de Arqueologia - arqueologia preventiva e de salvamento
  • Museologia, Turismo Cultural, Gestão de Informação
  • Organizações de Programação e Gestão Cultural
  • Organizações de Ensino e Investigação

Regimes de acesso Ao curso

Em cada curso existem vários regimes de acesso possíveis. Estas são as variantes disponíveis para este Curso (para saber mais detalhes sobre elas clique nas opções).

Estrutura curricular

Duração: 3 anos/6 semestres.


O aluno tem que realizar 180 créditos: 126 créditos realizados no programa de unidades curriculares obrigatórias, 24 créditos do quadro de opções condicionadas e 30 créditos realizados em opções livres ou num minor de uma outra área científica.

Semestralmente, o aluno não se deve inscrever em mais de 30 créditos, respeitando as precedências quando estas tiverem sido definidas. No início de cada semestre, o aluno será aconselhado sobre as unidades curriculares a realizar, mais adequadas ao seu percurso académico.

Os alunos de licenciatura podem ainda beneficiar dos distintos programas de mobilidade em que a FCSH/NOVA participa como Erasmus+, Almeida Garrett, entre outros, e participar em trabalhos de investigação no âmbito das unidades de investigação que integram a Faculdade.

Coordenação

As nossas redes

Para quem quer estar mais próximo do que está a acontecer