NOVA FCSH é parceira do Município de Oeiras na Escola de Verão

Está decorrer até 30 de julho, em Oeiras e Linda-a-Velha, a Escola de Verão do Município de Oeiras, organizada em parceira com o Centro Luís Krus – Formação ao Longo da Vida da NOVA FCSH.

Os quatro cursos do programa são lecionados por investigadores do Instituto de Filosofia da NOVA (IFILNOVA) e docentes do Departamento de Filosofia da Faculdade. A Escola de Verão «vai permitir o cruzamento da Filosofia com outras áreas do saber e da fruição estética, como a Literatura e o Cinema, ou que nos levam a refletir sobre questões intemporais que dizem respeito a todos nós como a Ética, a Verdade, a Morte, entre outros», pode ler-se no site da autarquia.

Os cursos decorrem na Livraria-Galeria Municipal Verney (LGM Verney), em Oeiras, e na Fundação Marquês de Pombal, em Linda-a-Velha, de segunda a sexta-feira, às 18h00.

 

Programa da Escola de Verão:

5 a 9 de julho:

A Arte de Morrer: Perspetivas Filosóficas sobre a Morte

Professores: Helder Telo, Marta Faustino, Luís Sousa, Gianfranco Ferraro e Ana Falcato

(a decorrer na LGM Verney).

O problema e a iminência da morte atormentam o ser humano como uma sombra irrecusável.

As várias abordagens apresentadas estão divididas por épocas históricas que, por sua vez, são aglomeradas em torno do pensamento de um autor relevante para cada uma delas.

 

12 a 16 de julho:

Filosofia e Literatura: Caminhos Cruzados

Professora: Marta Mendonça

(a decorrer na LGM Verney)

A literatura é um lugar privilegiado de apresentação e discussão de grandes questões filosóficas. No curso, debruçar-nos-emos sobre textos literários breves, com o objetivo de explorar os problemas filosóficos que neles se formulam, designadamente como é apresentado e como se resolve o enigma do humano e da sua identidade. Cada uma das sessões será consagrada à análise de textos de um dos seguintes autores: Jean Anouilh, Machado de Assis, Paul Auster, Fernando Pessoa e Eça de Queirós.

 

19 a 23 de julho:

Introdução ao Niilismo: Morte de Deus, Arte e Moral

Professor: Paolo Stellino

(a decorrer na Fundação Marquês de Pombal)

O que é exatamente o niilismo? Quando surgiu? Ainda estamos numa época niilista? Neste curso, pretende-se abordar e responder a estas perguntas, introduzindo os alunos ao fenómeno do niilismo, nas suas várias formas. Seguindo uma ordem cronológica e selecionando as obras consideradas como as mais relevantes, o curso começará com uma breve análise da carta de Jacobi a Fichte (1799), em que o termo niilismo aparece pela primeira vez num contexto filosófico. Seguidamente, serão abordadas as linhas principais do pessimismo schopenhaueriano, para depois focar a atenção sobre algumas passagens centrais da obra do escritor russo Ivan Turgueniev, Pais e filhos (1862), obra que popularizou o termo “niilismo”. Seguidamente, abordar-se-ão as obras dos dois mais importantes teóricos do niilismo: Fiódor Dostoiévski e Friedrich Nietzsche.

 

26 a 30 de Julho:

Filosofia do Cinema

Professora: Susana Viegas

(a decorrer na Fundação Marquês de Pombal)

O curso pretende ser uma introdução à filosofia do cinema através do estudo de dois dos principais filósofos do cinema no século XX, Stanley Cavell e Gilles Deleuze. Este conhecimento conceptual facultará os instrumentos críticos para pensar o poder das imagens em movimento na atualidade. Pretende-se analisar as seguintes questões: Que influência teve o cinema no pensamento filosófico do século XX? Como é que o cinema se tornou num influente meio para se pensar temas filosóficos como a ética, a ontologia, a verdade, o tempo histórico e as artes em geral?

 

Informações e inscrições através de e-mail para galeria.verney@oeiras.pt, por telefone (21 440 83 29) e online, na página de Fabebook das Bibliotecas Municipais de Oeiras

As nossas redes

Para quem quer estar mais próximo do que está a acontecer