NOVA atribui títulos de Professor Emérito a Adriano Duarte Rodrigues e Salwa Castelo Branco

Em Despachos Reitorais de 17 de setembro, a Universidade NOVA de Lisboa atribuiu os títulos de Professor Emérito a Adriano Duarte Rodrigues, fundador do primeiro curso de Comunicação do país, e a Salwa El-Shawan Castelo Branco, fundadora do Instituto de Musicologia e com trabalho pioneiro nesta área mundialmente reconhecido. Este título «é atribuído, de modo excecional, a professores catedráticos, aposentados, reformados ou jubilados cuja contribuição para a atividade da sua unidade orgânica seja reconhecida de mérito especialmente relevante».

Sobre Adriano Duarte Rodrigues, o Reitor da Universidade NOVA de Lisboa destaca as «extraordinárias capacidades de fundamentação científica e pedagógica, bem como de criação e coordenação de equipas, deixando até hoje a sua marca de excelência». Adriano Duarte Rodrigues «foi muitos anos coordenador do Departamento que imaginou e fundou, inaugurou em Portugal o ensino universitário a que chamou o Novo Paradigma Comunicacional. Foi também Diretor, Presidente do Conselho Científico da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, e Vice-Reitor da Universidade NOVA. Deixou-nos o inestimável legado da obrigação e do prazer de continuamente investigar. Publicou numerosos artigos em Portugal e no estrangeiro. É membro da Comissão editorial de várias revistas nacionais e internacionais. Professor visitante na École des Hautes Études en Sciences Sociales e em várias Universidades da Bélgica e Brasil. Já depois da jubilação continua a lecionar e a orientar teses no Departamento de Ciências da Comunicação».

Adriano Duarte Rodrigues

Ler perfil escrito a propósito dos 40 anos da NOVA FCSH: «Adriano Duarte Rodrigues, o cientista músico»

 

Já Salwa Castelo Branco «foi promotora daquilo a que veio a tornar-se na moderna Etnomusicologia em Portugal. Desenvolveu um modelo científico de etnomusicologia que foi inovador a todos os títulos e que deu origem a uma verdadeira escola que se foi constituindo através da investigação, da criação do Instituto de Etnomusicologia, um centro de investigação de excelência». O Professor João Sàágua acrescenta que «a intervenção da Professora Salwa El-Shawan Castelo Branco é marcante no seio de várias instituições, sendo de destacar a Society for Ethnomusicology e sobretudo o International Council for Traditional Music, instituição de caráter mundial com relações consultivas com a UNESCO, na qual desenvolve o seu mandato enquanto Presidente. A relação com a NOVA sempre foi de enorme dedicação desde a coordenação do Departamento de Ciências Musicais passando pela participação no Conselho Científico e no Conselho de Faculdade da NOVA FCSH e finalmente como Vice-Reitora».

«A música também é um prisma privilegiado para olhar questões transversais à vivência humana». Ler entrevista de Salwa Castelo Branco ao site da Universidade NOVA de Lisboa em 2018, após ter sido distinguida com uma Cátedra Gulbenkian, atribuída pelo Instituto de Estudos Europeus da Universidade da Califórnia. Fotografia: Daniel Rocha | Público

As propostas de atribuição dos títulos partiram do Conselho Científico da NOVA FCSH (1 de julho de 2020) e foram aprovadas unanimemente pelo Colégio de Diretores (24 de setembro de 2020). As distinções dadas a Adriano Duarte Rodrigues e Salwa Castelo Branco seguem-se à de Fernando Rosas, que se tornou em 2019 o primeiro Professor Emérito desta Faculdade.

As nossas redes

Para quem quer estar mais próximo do que está a acontecer