NOVA FCSH lança serviço Digital Object Identifier - DOI

A NOVA FCSH apresentou um serviço de identificadores persistentes (Digital Object Identifier – DOI) que poderá ser usado, de forma gratuita, por toda a comunidade.

Esta iniciativa está enquadrada no contrato assinado entre a Universidade NOVA da Lisboa e a FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia, I.P., que se associou à agência de registo DataCite para oferecer à comunidade académica e científica um serviço nacional de identificadores persistentes DOI.

O DOI é um identificador digital de objetos, persistente e interoperável, que permite uma ligação persistente à informação sobre esse objeto e sobre como pode ser acedido na Internet. O DOI permite a interoperabilidade com outros dados de outras fontes e aumenta o potencial de descoberta dos objetos na Web. Atualmente, é um requisito exigido pelas agências de financiamento da investigação – nomeadamente a FCT – para reporte científico e validação e reporte de despesas.

Nos últimos meses, a equipa responsável pela implementação deste serviço na NOVA, composta por membros da Unidade de Gestão de Informação Científica, da Reitoria, da NOVA FCSH, da NOVA FCT e da Infraestrutura ROSSIO, conceberam e implementaram um formulário que permite às UIs e aos responsáveis de projetos editoriais submeter, de uma forma simples e descentralizada, os seus pedidos de atribuição e DOI. A metodologia de trabalho encontrada é particularmente inovadora na esfera nacional e contribui para o enquadramento deste projeto na estratégia nacional para a promoção da Ciência Aberta.

A equipa apresentou o projeto e o formulário às Unidades de Investigação da NOVA FCSH e facultou um manual de procedimentos, bem como um conjunto de “Perguntas & Respostas”.

 

Contactos na NOVA FCSH

Cátia Teles e Marques | Divisão de Apoio à Investigação

editions@fcsh.unl.pt

Cátia Carvalho | Divisão de Bibliotecas e Documentação

catia_carvalho@fcsh.unl.pt

As nossas redes

Para quem quer estar mais próximo do que está a acontecer