19
Out
Primeira edição do Templo D’Escritas - Festa Literária Internacional da Língua Portuguesa
Encontro
18:00 às 20:00
online

 

14h Brasil | 16h Cabo Verde | 17h Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe | 18h Angola/Portugal/Guiné Equatorial | 19h Moçambique | 2h+1 de Timor-Leste

Mesa «Diversidade, contaminações e transferências nas literaturas em língua portuguesa»

 

O CHAM participa como parceiro estratégico deste evento, organizado pelo Forum+ Cultura (Moçambique) e que contará com mais de 200 participantes entre escritores, críticos literários e investigadores.  A mesa «Diversidade, contaminações e transferências nas literaturas em língua portuguesa» contará com a participação de Ana Maria Martinho (CHAM), Ana Paula Tavares (ULisboa), Elizabeth Olegário (CHAM) e Noemi Alfieri (CHAM), sendo moderada por Hilarino Carlos Rodrigues da Luz (CHAM).

Todas as mesas de conversa serão acessíveis em live streaming a partir das páginas Facebook e Youtube da Revista Mallarmagens:

https://www.facebook.com/mallarmargens
https://www.youtube.com/revistamallarmargens

A Festa Literária Templo d’ Escritas, que tem lugar entre 6 de Outubro e 3 de Dezembro de 2020 na plataforma StreamYard, visa privilegiar a diversidade, as especificidades e a pluralidade de saberes provenientes do Sul global, contrariando estereótipos e práticas que o relegam a espaço periférico.

Como evidenciado pelo poeta moçambicano e curador do evento Amosse Mucavele, a pluralidade de vozes e abordagens está no centro do Templos: «é um festival que tem por base o desdobramento das múltiplas fronteiras e geografias literárias, com a pretensão de tornar-se num encontro multidisciplinar dedicado à partilha de sonhos, questionamentos, que permitem cruzar idiossincrasias, identidades, ligando trajectos culturais e históricos, trazendo também novas dinâmicas à comunidade das inúmeras expressões portuguesas em geral».

 

Organização: Fórum + Cultura, Revista Mallarmargens e Lavatsongo

Curadoria: Abreu Paxe, Amanda Vital, Amosse Mucavele e Nuno Rau

Design: Maputo Street Art, Colectivo de Investigação Artística em Artes e Design e Revista Mallarmargens

 

As nossas redes

Para quem quer estar mais próximo do que está a acontecer