Aviso: este curso não tem candidaturas abertas para 2021/22

Apresentação

O Mestrado em Museologia (MM) tem como objetivos fundamentais preparar futuros profissionais de museus (conservadores) em todas as áreas abrangidas pelas práticas museológicas: inventário, conservação, gestão, comunicação, investigação e exposição.

O curso tem um carácter teórico-prático e desenvolve-se em articulação permanente com um espectro alargado de museus, incluindo os museus nacionais mas também museus de tutela autárquica ou de coleções especializadas. Este facto garante ao MM um sólido funcionamento em inter e pluridisciplinaridade, nomeadamente com as áreas científicas da História, Arqueologia, Antropologias e Ciências da Comunicação.

Os alunos têm a oportunidade de contactar desde cedo com as principais problemáticas dos museus e podem integrar diversos projetos de investigação em curso, no Instituto de História da Arte (IHA), beneficiando de efetivas parcerias com todos os museus e palácios tutelados pela DGPC – Direção Geral do Património Cultural e com a Fundação Calouste Gulbenkian.

Muitos dos alunos do MM são hoje profissionais reconhecidos, trabalhando em museus, palácios e outros organismos ou microempresas envolvidas com as questões patrimoniais. É também expressivo o número de mestres em Museologia que são agora doutorandos, maioritariamente com bolsas de investigação da FCT e participando correntemente dos trabalhos do Grupo de Investigação Museum Studies do Instituto de História da Arte.

Objetivos

1) Adquirir uma sólida formação em conhecimentos e competências específicas da Museologia, em todas as áreas que competem às funções do museu, designadamente: documentação, inventariação, exposição, gestão, educação e comunicação, articulando a dimensão de investigação com a dimensão técnica e profissional;

2) Adquirir uma sólida formação de conhecimento e capacidades de reflexão no domínio da História e Teoria dos Museus, com enfoques para o colecionismo, para a diversidade das tipologias museais e para pensar o papel nos museus nas dinâmicas da cultura contemporânea, capacitando para a realização de trabalho original de investigação e aplicação profissional na especialidade;

3) Adquirir competências técnicas e práticas contextualizadas pelo contacto permanente e aprofundado com diversos museus, através de visitas de estudo e de realização de trabalhos práticos;

4) Adquirir conhecimentos e competências académicas adequadas ao desempenho de funções inerentes à carreira de conservador de museus, bem como ao desempenho de funções em empresas culturais diversas, nos domínios da museologia, do património e do turismo cultural.

Informação útil

Vagas

20

Taxa de Empregabilidade

97,83%

* Dados recolhidos pela Dir. Geral de Estatísticas de Educação e Ciência junto do IEFP, consultados em maio de 2021.

Estrutura curricular

Duração: 2 anos / 4 semestres Créditos totais: 120 ECTS (60 em unidades curriculares + 60 na componente não letiva)

Modalidades de componente não letiva: Dissertação ou Trabalho de Projeto ou Estágio com Relatório.

O aluno realiza 50 créditos no conjunto das unidades letivas oferecidas. O aluno realiza ainda 10 créditos em regime de opção livre (em unidades curriculares de nível pós-graduado da NOVA FCSH, da NOVA ou de outras instituições de Ensino Superior nacionais ou estrangeiras, mediante protocolo). No 3.º semestre o aluno realiza obrigatoriamente um seminário de acompanhamento da componente não letiva (5 ECTS).

O grau de mestre corresponde ao nível 7 do QNQ/QEQ - Quadro Nacional de Qualificações/Quadro Europeu de Qualificações.

Coordenação

As nossas redes

Para quem quer estar mais próximo do que está a acontecer