Joana Bordalo e Matilde Gonçalves lançam "Cientista Regressa à Escola"
Joana Bordalo (aluna do mestrado em Comunicação de Ciência) e Matilde Gonçalves (docente do Departamento de Linguística) lançaram esta semana, no Dia Internacional da Literacia, o programa de educação Cientista Regressa à Escola.
 
Este projeto pretende reduzir desigualdades de acesso à ciência, contribuir para o enriquecimento curricular na área das ciências e promover o Ensino Superior junto de estudantes mais jovens. Durante um dia inteiro, cada cientista, participante no programa, visita a sua escola primária e partilha com alunas e alunos do 4.º ano, de forma lúdica e interativa, conceitos científicos relacionados com o seu trabalho de investigação.
 
 
Esta foi uma das ideias finalistas do último Prémio Melhor Ideia de Negócio da NOVA FCSH. Alicerçado numa lógica de sustentabilidade, o programa junta crianças e cientistas da mesma terra natal e pretende alargar o seu alcance todos os anos até todas as turmas do 4.º ano poderem participar anualmente.

 

Como explica Joana Bordalo, «para participar no programa como cientista basta fazer investigação em qualquer área do conhecimento, numa instituição científica nacional ou internacional, e ter frequentado o 1.º ciclo do Ensino Básico em Portugal. Uma vez recebidos os registos de cientistas e docentes através do website do programa, o emparelhamento entre cientistas e docentes será feito pela equipa e comunicado atempadamente por email aos registados. Todas as pessoas inscritas e emparelhadas terão formação, bem como apoio logístico necessários à realização das oficinas».

Para participar no programa, Matilde Gonçalves explica que «docentes do 1.º ciclo, direções de agrupamentos e municípios interessados em acolher este programa e receber cientistas devem aceder ao website www.cientistaregressaescola.pt e registar-se no formulário disponível para o efeito. Qualquer docente do 1.º ciclo, especialmente os que têm atualmente estudantes do 4.º ano, o poderá fazer, independentemente do seu interesse pelas ciências ou da localização da escola onde leciona».

Ao criarem este programa, as fundadoras – Joana Bordalo, Joana Moscoso e Matilde Gonçalves – tencionam fomentar a literacia e a cultura científica na sociedade portuguesa, aproximando a ciência da sociedade e ancorando o projeto a conceitos tão importantes como a humanização da ciência e a educação circular.

As nossas redes

Para quem quer estar mais próximo do que está a acontecer