01
Ago
Data: 1 a 11 Ago 2022
Horário: 1 de agosto das 17h00 às 21h00 | 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de agosto das 17h30 às 20h30
Duração: 25h | 2 ECTS
Morada: NOVA FCSH | Sala B 617
Área: Línguas, Literaturas e Culturas
Docente responsável: Teresa Araújo
Docente: João Ferreira Gomes
Acreditação pelo CCPFC: Sim - Formação geral e adequada (dimensão científica e pedagógica): Professores dos Grupos 200, 210, 220, 300.
Ensino Presencial
 Ensino Presencial (Se as condições sanitárias permitirem)

 

Objetivos

____

  • Estimular a criatividade e a espontaneidade do universo interior;
  • Promover o conhecimento da especificidade e das estruturas da narrativa ficcional;
  • Estimular a construção e desenvolvimento de um conto, de maneira gradual e crítica;
  • Incentivar a reflexão crítica, autocrítica sobre as composições produzidas;
  • Capacitar para o desenvolvimento do processo de revisão e edição de uma narrativa ficcional.

Nota: a natureza do curso é eminentemente prática, não se encontrando previstas abordagens especificamente teóricas. Não sendo impossível ser online, é preferível que o curso seja presencial

 

Programa

____

Sessão 1

Apresentação: Motivações dos Formandos.

Brevíssima abordagem às Teorias da Criatividade (segundo Wallas, Barron, Kaufman e Runco).

Escrever palavras segundo imagens de tipo Rorschach.

Escrever expressões simples segundo imagens de objetos e paisagens.

Sessão 2

Excertos de Story, de Mckee.

Numa amálgama de palavras e imagens escolher algumas e construir um texto pequeno mas livre.

Escrever sobre imagens que apresentam pessoas em interações várias.

Sessão 3

A Personagem na Narrativa.

Tipologia das Personagens.

Usar uma ficha semelhante ao Questionário Proust para ajudar a definir facetas, características e até episódios da personagem.

Sessão 4

Esquema das personagens, explicitando as principais e as secundárias, e mostrando as relações entre elas.

O Tempo como categoria da narrativa.

Estruturar uma narrativa.

Esquema com a Linha do Tempo, explicitando os momentos chave em que os estados de coisas da personagem se alteram.

Sessão 5

O papel dos diálogos.

Num ponto da linha de tempo, inserir um diálogo entre duas das personagens, num momento de tensão.

A diferença entre mostrar e contar.

Os ingredientes da narrativa.

Sessão 6

Reflexões sobre o conto (excertos de autores sobre esse género).

Leitura e comentário de partes dos contos dos formandos.

Citações da Poética de Aristóteles respeitantes ao enredo e estrutura.

Sessão 7

Fechar a narrativa.

Unir ou eliminar pontas soltas.

Leitura e comentário dos contos dos formandos.

Sessão 8

Continuação da leitura e comentário dos contos finalizados.

Editar e rever um conto.

Reflexões.

Avaliação.

 

Bibliografia

____

  • CARVALHO, Mário, Quem Disser o Contrário é Porque Tem Razão, 2015, Porto, Porto Editora.
  • LUBART, Todd, Psicologia da Criatividade, 2007, Porto Alegre, Artmed.
  • MANCELOS, João de, 2010, Introdução à Escrita Criativa, Lisboa, Colibri
  • OATES, Joyce Carol, A Fé de um Escritor, 2008, Lisboa, Casa das Letras.
  • WOOD, James, A Mecânica da Ficção, 2010, Lisboa, Quetzal.

 

Pré requisitos

____

Os formandos deverão vir com um espírito ativo, aberto e com disponibilidade para experimentar. Devem ainda levar o material de escrita com que se sintam mais confortáveis para escrever, seja ele analógico ou digital.

 

PROPINA

____

Ver tabela em informações úteis.

 

docentes

____

João Ferreira Gomes é doutorado em Estudos Portugueses, História do Livro e Crítica Textual, pela NOVA FCSH, Frequentou também o curso de Engenharia de Minas no IST, Arquitetura na FAL e o curso de desenho do Ar.Co. Integra o centro de investigação IELT da NOVA FCSH. Em 2016/2017 lecionou várias cadeiras a vários anos da Licenciatura de Português, na Jilin Huaquiaio University of Foreign Languages, China. Recentemente acabou uma investigação na Casa Fernando Pessoa, no tratamento de dados da Coleção José Blanco. Com o pseudónimo Rafael Dionísio publicou dez livros (poesia em prosa, ficção, conto).

Teresa Araújo é Professora Associada com Agregação da NOVA FCSH na área da literatura portuguesa. A sua investigação concentra-se sobretudo em géneros ficcionais breves, especialmente o romanceiro e a fábula. Além da direção de projetos de investigação e participação em encontros científicos internacionais, tem entre as suas publicações mais recentes “Cinema e romanceiro (uma análise exploratória)”, in Isabel Barros Dias et al., O Medievalismo no Século XXI, (Berlin, 2021) e “Floresta de vários romances, breve nota a novos achados”, in Sandra Boto et al., Viejos son, pero no cansan (Coimbra, Madrid, Faro e Lisboa, 2021).

  • Centro Luís Krus – Formação ao Longo da Vida
  • Cursos da Escola de Verão (EV)