29
Ago
Data: 29 Ago a 8 Set 2022
Horário: segunda a quinta-feira das 18h00 às 21h00 | horário da segunda semana das 18h00 às 21h15
Duração: 25h | 2 ECTS
Morada: NOVA FCSH |
Área: Comunicação, Política, Linguagem e Filosofia
Docente responsável: Paolo Stellino
Acreditação pelo CCPFC: Sim - Formação geral e adequada (dimensão científica e pedagógica): Professores dos grupos 200, 290, 400 e 410.
Ensino presencial
Ensino Presencial (Se as condições sanitárias permitirem)

 

Objetivos

____

  • Compreender os aspetos filosóficos mais importantes ligados ao fenómeno do suicídio;
  • Analisar e debater argumentos a favor ou contra o suicídio;
  • Conhecer as principais abordagens filosóficas ao suicídio;
  • Estimular uma reflexão crítica sobre a forma como o suicídio foi e é visto na sociedade ocidental;
  • Incentivar o desenvolvimento da análise crítica de textos filosóficos.

 

Programa

____

De acordo com o último relatório da Organização Mundial da Saúde, cerca de 700.000 pessoas cometem suicídio anualmente. Com efeito, o suicídio é uma das principais causas de morte no mundo (a quarta nos jovens de sexo masculino com idade compreendidas entre os 15 e os 29 anos e a terceira nas pessoas de sexo feminino) e, em 2019, mais de 1 em cada 100 mortes resultaram de suicídio. No mesmo ano, Portugal registou entre os países europeus a maior percentagem da população (12,2%) com casos reportados de depressão crónica, e estima-se que, em 2021, pelo menos 3 pessoas por dia cometeram suicídio em Portugal (Ordem dos Psicólogos 2021). Em muitos países, o suicídio permanece um tabu, verificando-se em todo o mundo uma tendência generalizada de implementação de programas preventivos. Todavia, o tema da morte assistida começa, paralelamente e com maior frequência, a integrar a agenda política, sendo que Portugal se inclui na lista de países nos quais a discussão em torno da legislação no âmbito da morte assistida se encontra em curso.

O objetivo principal deste curso é promover uma reflexão crítica sobre o fenómeno do suicídio através de uma abordagem filosófica (focada principalmente na tradição ocidental). Os alunos terão a possibilidade de ler e discutir um conjunto de textos selecionados que irão da filosofia antiga à filosofia contemporânea. Em vez de seguir uma ordem cronológica, serão abordadas as seguintes linhas temáticas (uma por aula) com a finalidade de promover um debate ativo sobre as questões analisadas:

 

  1. Introdução ao curso; definição do suicídio (clarificações terminológicas a partir de M. Cholbi, Suicide. The Philosophical Dimensions);
  2. Principais argumentos contra (Platão, Fédon, 61b-62c; Aristóteles, Ética a Nicómaco, V, 11; São Tomás de Aquino, Suma Teológica, II, II, Q. 64, Art. 5);
  3. Principais argumentos contra (Kant, A Fundamentação da Metafísica dos Costumes, 4:421-22 e 429);
  4. Principais argumentos a favor (Hume, Do Suicídio);
  5. Principais argumentos a favor (Nietzsche, Assim Falava Zaratustra, I, “Da morte livre”);
  6. O suicídio: afirmação ou negação da liberdade? (Sêneca, Cartas a Lucílio, LXX; Kant, Lições de Ética, “Dos criminibus carnis”, [Collins, 27: 369]);
  7. O pessimismo (Schopenhauer, O mundo como Vontade e Representação, § 69);
  8. O existencialismo (Camus, O mito de Sísifo, “O mito de Sísifo”).

 

Bibliografia

____

  • BATTIN, M. P. (1996). The Death Debate. Ethical Issued in Suicide. Englewood Cliffs: Prentice Hall.
  • BATTIN, M. P. (ed.) (2015). The Ethics of Suicide. Historical Sources. Oxford: Oxford University Press.
  • CHOLBI, M. (2011). Suicide. The Philosophical Dimensions. Peterborough: Broadview Press.
  • STELLINO, P. (2020), Philosophical Perspectives on Suicide: Kant, Schopenhauer, Nietzsche, and Wittgenstein. London: Palgrave Macmillan.

 

Pré requisitos

____

Todos os materiais serão disponibilizados durante o curso, em suporte digital ou em papel. É possível que alguns materiais sejam distribuídos em inglês.

 

PROPINA

____

Ver tabela em informações úteis.

 

docente

____

Paolo Stellino é investigador do Instituto de Filosofia da Nova (IFILNOVA) e docente convidado do Departamento de Filosofia (FCSH NOVA). As suas áreas de interesse são a história da filosofia contemporânea, a filosofia do suicídio e a filosofia do cinema. Atualmente é responsável pelo curso de Filosofia e Cinema (Mestrado em Estética e Estudos Artísticos). É membro de vários grupos de investigação internacionais. É autor do livro “Nietzsche and Dostoevsky: On the Verge of Nihilism” (Peter Lang, 2015) e “Philosophical Perspectives on Suicide: Kant, Schopenhauer, Nietzsche, and Wittgenstein” (Palgrave, 2020). Atualmente está a editar o “Oxford Handbook of the Philosophy of Suicide” (Oxford University Press, ano de publicação previsto: 2024).
Curriculum vitae completo: http://fcsh-unl.academia.edu/PaoloStellino/CurriculumVitae

  • Centro Luís Krus – Formação ao Longo da Vida
  • Cursos da Escola de Verão (EV)