Francisco Rui Cádima

Gabinete: 517 - 5º Piso Torre B

frcadima@fcsh.unl.pt

Unidade de investigação: Instituto de Comunicação da NOVA (ICNOVA)

Áreas de investigação: Contexto e Tendências dos Media Digitais, Os Media e o Digital: um Novo Paradigma, Public Service Media, História e Teoria da Televisão, História da Comunicação e dos Media

Download CV
Formação
AnoGrauÁreaInstituição
2006AgregadoCiências da ComunicaçãoFCSH-UNL
1993DoutorCiências da ComunicaçãoFCSH-UNL
1987MestreCiências da ComunicaçãoFCSH-UNL
1980LicenciadoHistóriaFLL-UL
  • O (Des)Controlo da Internet: Sobre Pluralismo e Diversidade na Rede. Lisboa: Media XXI, 2017
  • A Era Digital. Primeiros Impactos. Lisboa: Formalpress/Media XXI, 2015.
  • Comunicação e Linguagens: Novas Convergências (Ed. com João Sàágua). Livro de Homenagem ao Prof. Adriano Duarte Rodrigues. Lisboa: FCSH, 2015.
  • História, Media, Poder. Lisboa: Media XXI, 2013
  • Políticas Públicas, Media e Estado (com Paulo Faustino). Lisboa: Formalpress/Media XXI, 2013
TítuloFonte de financiamentoInícioEstado
Concluído
CargoInícioFim
Coordenador do Curso de Doutoramento em Ciências da Comunicação do Departamento de Ciências da Comunicação - FCSH/NOVA
Coordenador do Curso de Mestrado de Novos Media e Práticas Web do Departamento de Ciências da Comunicação - FCSH/NOVA (desde 2006).
Coordenador nacional do projeto europeu MPM – Media Pluralism Monitor – Monitoring Risks for Media Pluralism in EU Member States. CMPF/European University Institute.
Coordenador do projecto FCT PTDC/IVC-COM/4968/2014 – DIVinTV - Televisão pública e diversidade cultural em Portugal: um estudo sobre a programação dos canais públicos generalistas, em matéria de pluralidade de expressão cultural, diversidade e inclusão.
Investigador Responsável do ICNOVA - Instituto de Comunicação da NOVA FCSH
Investigador Responsável da UID/CCI/04667/2013 CIC.Digital - Centro de Estudos em Comunicação, Informação e Cultura Digital.
Membro da Direcção da revista Media & Jornalismo (CIMJ/CIC.Digital/ICNOVA).
Foi Membro do Conselho Científico da FCSH/NOVA (2013-2018)
Foi Vice-Presidente do CIMJ (Centro de Investigação Media e Jornalismo).
Foi Coordenador Executivo do Departamento de Ciências da Comunicação da FCSH/NOVA (2011-2014).
Coordenador do Departamento de Ciências da Comunicação e Presidente da Comissão Científica - FCSH-UNL (1994-95 e 2008-09).
Coordenador da Linha de Investigação Media, Jornalismo e Democracia e Investigador do CIMJ - Centro de Investigação Media e Jornalismo.
Coordenador do Curso de Licenciatura do Departamento de Ciências da Comunicação - FCSH-UNL (2009-11).
Coordenador do Painel de Avaliação de Bolsas de Doutoramento, de Doutoramento em Empresa, e Pós-Doutoramento, da FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia (2013-2014).
Representante de Portugal no Conselho Intergovernamental do PIDC – Programa Internacional do Desenvolvimento da Comunicação, da UNESCO (2001-2004).
Director Executivo do Obercom - Observatório da Comunicação (1999-2004).
Integrou a Direção de diversas revistas científicas do sector da comunicação, como a Observatório (Obercom), a Revista de Comunicação e Linguagens (CECL) e a Tendências XXI (APDC).
Foi membro da Comissão de Reflexão sobre o Futuro da Televisão (Secretaria de Estado da Comunicação Social / Presidência do Conselho de Ministros),1996.
Foi consultor do projecto TV Nova do Grupo Sonae (1989-90); consultor para a área da Programação da TV Cabo Portugal (1994-95); consultor na área da Produção de Conteúdos de Audiovisual e Multimédia Interactivo da TDC, Grupo PT (1996-97); consultor da AACS - Alta Autoridade para a Comunicação Social sobre a Alienação da Lusomundo Serviços pela PT Multimédia (2005).
Foi colaborador nas áreas de produção e realização da cooperativa de cinema Cinequanon, onde realizou um documentário sobre o pinto Carlos Botelho (emitido na RTP1, 1980).
Foi Consejero Asociado da revista TELOS - Cuadernos de Comunicación e Innovación, da Fundación Telefónica (2007-2018).
É membro de diversas associações e conselhos sectoriais, tendo sido nomeadamente membro dos Conselhos de Opinião da RDP e RTP.

As nossas redes

Para quem quer estar mais próximo do que está a acontecer