Acções do Documento

Luciana Leiderfarb, antiga aluna da NOVA, vence prémio Gazeta

A reportagem ‘O nome do Pai’, que valeu à jornalista o Prémio Gazeta de Imprensa, reuniu um conjunto de entrevistas com os filhos de altos dignitários do regime nazi.

Luciana Leiderfarb, licenciada em Filosofia pela NOVA FCSH, é a grande vencedora da edição 2017 do Prémio Gazeta de Imprensa. A distinção, atribuída anualmente pelo Clube de Jornalistas, foi agora atribuída à reportagem ‘O Nome do Pai’, que aborda a experiência destes descendentes ao viverem com apelidos tão pesados historicamente.

Em declarações ao Expresso, a repórter explica que não esperava ser premiada, até por este ser “um trabalho que não foca o imediato”. Luciana sublinha, no entanto, “que é preciso olhar para trás para se ver em frente”, aludindo à eleição de deputados de extrema-direita nas últimas eleições gerais na Alemanha.

Este trabalho jornalístico foi publicado em agosto de 2016 pela revista E e pelo Expresso Diário, estando agora novamente disponível para leitura na versão online do jornal.

Do júri desta edição dos Prémios Gazeta fizeram parte Eugénio Alves (CJ), Cesário Borga (CJ), Fernando Cascais (professor da NOVA FCSH e formador do CENJOR), Eva Henningsen (Associação de Imprensa Estrangeira em Portugal), Fernanda Bizarro (Freelancer), Fernando Correia (jornalista e professor universitário), Elizabete Caramelo (professora universitária), Jorge Leitão Ramos (crítico de cinema e televisão), José Rebelo (professor jubilado do ISCTE- Instituto Universitário de Lisboa) e Paulo Martins (jornalista e professor universitário).

2017-09-28 10:51
Topo da Página
classificado em: