Acções do Documento

Imprensa de História Contemporânea lança primeiro livro

“Banca ao Serviço do Povo”, de Ricardo Noronha, centra-se na nacionalização da banca e o contexto social e político do PREC que a envolveu. Dia 22 de fevereiro, na livraria Tigre de Papel.

Por que razão a nacionalização da banca não constava do Programa do Movimento das Forças Armadas, mas obteve apoio suficientemente alargado para ser inscrita na Constituição da República enquanto conquista irreversível da classe trabalhadora? Esta é a questão central que Ricardo Noronha, doutorado em História pela NOVA FCSH, pretende responder no dia 22 de fevereiro, pelas 18h30 na Livraria Tigre de Papel, com o lançamento do livro ”A Banca ao Serviço do Povo: Política e Economia Durante o PREC (1974-75)”.

Ricardo Noronha, investigador do Instituto de História Contemporânea (IHC), tem centrado o seu trabalho investigação no estudo da conflituosidade social e das transformações da economia e sociedade portuguesa durante a segunda metade do século XX, encontrando-se hoje a estudar a genealogia do Neoliberalismo em Portugal. A publicação deste livro resulta da sua tese de doutoramento na Faculdade, “A nacionalização da banca no contexto do processo revolucionário português (1974-75)”, que teve Fernando Rosas como orientador. O seu objetivo foi o de “contribuir para o conhecimento de um dos períodos mais turbulentos da história portuguesa no século XX”, esclarecendo “diversos problemas relacionados com a nacionalização da banca, seguindo as regras metodológicas básicas que regem o campo historiográfico”, afirma na publicação.

A Imprensa de História Contemporânea é uma nova editora universitária especializada na divulgação de trabalhos de investigação originais nas áreas da História e das Ciências Sociais que incidam sobre o período contemporâneo. Este é o primeiro de três livros que, em breve, serão lançados pela entidade ligada ao IHC.

Informações adicionais

2019-02-18 15:55
Topo da Página
classificado em: