Acções do Documento

Sheik Munir e D. Manuel Clemente debatem “Religião, Tolerância e Pluralismo”

19 de dezembro, Auditório 1, às 18h - Conferência de encerramento do ciclo “Revolução e Democracia”. Siga o evento via streaming!

Sheik Munir, Imã da comunidade islâmica de Lisboa, e D. Manuel Clemente, Patriarca de Lisboa, são os oradores da 11.ª conferência dedicada aos 40 anos da Revolução de Abril. Subordinado ao tema “Religião, Tolerância e Pluralismo”, o evento pretende abordar, num contexto pré e pós 25 de Abril, a tolerância e liberdade religiosa dos portugueses.

A entrada é livre. Participe!

Siga o evento via streaming!

Formulário de inscrição

Programação mensal

Religião, Tolerância e Pluralismo

Desde 25 de Abril de 1974 a sociedade portuguesa transformou-se. Tornou-se plural e mais diversificada do ponto de vista étnico, cultural e religioso e, como seria de esperar, a democratização abriu espaço para uma maior tolerância na sociedade. A possibilidade de uma opinião pública sem restrições políticas, a criação do debate como o centro da atividade política no parlamento, a abertura de uma sociedade que tinha estado fechada e “orgulhosamente só” a um mundo cosmopolita e a importância dada à inclusão dos mais desfavorecidos no debate nacional criou um ambiente mais tolerante, que se foi acentuando com a consolidação da democracia portuguesa.

Deve ser notado que, já no final do século XX, Portugal apresentava níveis de tolerância democrática inesperados para um país com menores níveis de desenvolvimento económico e com uma curta tradição democrática. Os níveis apresentados estão acima da média europeia e a par dos níveis de países do norte da Europa, entre os países mais tolerantes do mundo. Uma maior tolerância, particularmente política, para com extremismos ideológicos e religiosos está na base destes resultados portugueses.

2014-12-10 05:25
Topo da Página