Acções do Documento

Prémio de Empreendedorismo FCSH/NOVA - Santander Totta – Melhores Ideias de Negócio

Conheça os projetos empreendedores a distinguir pela FCSH/NOVA durante a Sessão Comemorativa do seu 38.º Aniversário.

Integrado no plano anual de atividades do Centro de Inovação da FCSH/NOVA, o Prémio de Empreendedorismo FCSH/NOVA - Santander Totta – Melhores Ideias de Negócio constitui um contributo para estimular a pluralidade do tecido empresarial português, fomentando o surgimento de novas formas de colocar as ciências sociais e humanas no mercado.

Na última edição foram cinco os projetos distinguidos pela Faculdade:

 

1.º Lugar – Geodrone

Empresa que recorre a Drones, uma tecnologia leve e competitiva, tornando-a ideal para a produção de informação geográfica, nomeadamente na área da cartografia e modelação 3D. Os potenciais clientes são sobretudo Câmaras Municipais, arqueólogos, modeladores tridimensionais, produtores agrícolas, universidades, arquitetos ou topógrafos.

 

2º Lugar – Phonopostais

Produto orientado ao mercado turístico que resulta da colaboração entre vários projetos de investigação desenvolvidos no INET-md. Trata-se de um cartão-postal que, além da ilustração numa das suas faces, contém também uma gravação áudio da paisagem sonora envolvente. Esta é disponibilizada através de um QR-Code impresso no reverso do postal, o qual remete para um endereço web onde estão armazenadas as gravações. Deste modo, o destinatário não só poderá identificar a cidade de Lisboa através das suas imagens, como também beneficiar de uma experiência auditiva de como a cidade soa.

 

3º Lugar – Cape Diem

Projeto que aposta no desenvolvimento um produto único, criado pelas crianças e jovens de uma associação cabo-verdiana (Delta Cultura), capaz de gerar valor para a comunidade e conhecimento da cultura deste país. Trata-se de desenvolver um livro de contos tradicionais cabo-verdianos baseado em testemunhos das gentes do país, prevendo-se que este venha a ter versões em Crioulo e Português e em Crioulo e Inglês. Estes livros serão ilustrados pelas crianças e jovens da associação (6-18 anos). A proposta foi aceite pela associação cultural cabo-verdiana Delta Cultura – localizada no Tarrafal, Ilha de Santiago, Cabo Verde – encontrando-se em fase de discussão de ideias.

 

4º Lugar – RandomCity

Aplicação móvel através da qual o utilizador consegue obter sugestões rápidas sobre as atrações de uma cidade em apenas um passo. O projeto pretende responder à necessidade que residentes e turistas sentem de ter acesso rápido e de acordo com as suas hierarquias de interesses às atrações existentes perto do local onde se encontram, gerando sugestões de locais a visitar ou atividades a realizar nas proximidades. O projeto inicia-se em Lisboa, mas o objetivo é expandir o uso da aplicação a outras cidades em Portugal e no estrangeiro.

 

5º Lugar – MINA

A MINA é uma cooperativa cultural de criação, produção e divulgação no âmbito do cinema e audiovisual, do multimédia e das artes visuais contemporâneas. O projeto identifica a necessidade de produção de novos objetos culturais decorrentes da intersecção entre investigação e prática, com foco nas artes e humanidades, como uma oportunidade no mercado da produção cultural. O objetivo é produzir, programar e divulgar um acervo visual contemporâneo através de uma plataforma de exibição online e de uma rede alternativa descentralizada, gerando conhecimento.

 

Informações adicionais sobre o prémio

Guia de Candidatura ao Prémio 2016

Os prémios serão entregues no dia 13 de outubro, durante a Sessão Comemorativa do 38.º Aniversário da FCSH/NOVA.

2016-09-28 09:25
Topo da Página