Acções do Documento

O que significa ser turista?

A pergunta, colocada pelo CRIA, tem resposta numa exposição que estará patente até ao final do ano no Padrão dos Descobrimentos.

“Are you a tourist?”, é a questão colocada pela exposição que, de 15 de julho a 15 de dezembro, vai convidar todos os visitantes do Padrão dos Descobrimentos a refletir sobre o que é isso de ser turista. O evento, organizado pelo Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA), tem a curadoria de Maria Cardeira da Silva, docente do Departamento de Antropologia, e Marta Prista, investigadora da NOVA FCSH. A escolha do atual momento não é inocente, pois permite “contribuir para a diluição de barreiras sociais e culturais entre ‘o turista’ e o ‘local’, contrariando fenómenos de turistofobia”, explica a organização.

A mostra “recorre a filmes, gadgets, aparato e sinalética” para convidar residentes e visitantes a pensar sobre o que é ser turista e as suas práticas, nomeadamente com fotografias de Luís Pavão, um “gabinete de curiosidades, testemunhos projetados sobre as práticas do turismo ao longo da história e os depoimentos de dezenas de pessoas a quem foi perguntado 'É um turista? Porquê?'”, entre outros elementos.

Pretende-se deste modo convidar o “visitante a refletir, transformando os próprios turistas em atração”, acrescenta Maria Cardeira da Silva. Para isso o CRIA “interpelou mais de cem pessoas – em turismo ou não –e foi partir dos seus testemunhos que se desenhou o aparato museográfico, fílmico e interativo”. O resultado “é, mais do que uma exposição, uma provocação: pretende levar-nos a pensar antropologicamente o mundo, as mobilidades, os encontros e os desencontros, a partir – mas indo além – da figura e das práticas do turista”.

2019-07-12 11:30
Topo da Página