Acções do Documento

Congresso discute obra de José Cardoso Pires

Clara Ferreira Alves e Inês Pedrosa, escritoras, José Carlos de Vasconcelos, jornalista, ou António-Pedro Vasconcelos, cineasta, serão algumas das personalidades presentes.

Considerado um dos maiores escritores portugueses do século XX, José Cardoso Pires “compunha uma visão de Portugal e do mundo que contrariava o elogio, acentuando um tom cáustico e irónico longe de tudo o que já havia sido feito na arte literária” nacional, considera a organização do congresso “José Cardoso Pires, 20 anos depois: Diálogos Ibéricos e Ibero-Americanos. Promovido pelo CHAM, o evento tem lugar no dia 26 de outubro na Sala Multiusos 2 (piso 4 do Edifício ID), com o objetivo de assinalar o vigésimo aniversário da morte do autor de obras como “O Delfim” (1968), “Balada da Praia dos Cães” (1982) ou “Alexandra Alpha” (1987).

O encontro reúne na NOVA FCSH uma série de personalidades notáveis da cultura, nomeadamente as jornalistas e escritoras Clara Ferreira Alves e Inês Pedrosa (juntas no painel “A escrita de José Cardoso Pires”), o cineasta António-Pedro Vasconcelos (“O cinema e as artes visuais”) ou o jornalista José Carlos de Vasconcelos, director do Jornal de Letras, Artes e Ideias, que abre a conferência evocando o legado do escritor de Vila de Rei.

Durante o encontro serão abordados aspetos como a sua “postura literária neorrealista sem, no entanto, se associar a nenhum grupo literário ou artístico” e a sua “ligação ao mundo da pintura, do cinema e das artes visuais que transcendem a própria literatura, tornando-o um autor plural, que desassossega e inquieta o leitor”, destacam os responsáveis pelo congresso. Também serão abordados momentos como a atribuição ao autor do Grande Prémio do Romance da Associação Portuguesa de Escritores (1983), o Prémio União Latina de Literatura (1991) ou o Prémio Pessoa (1997).

O encontro servirá também para recordar "In memoriam" Maria Lúcia Lepecki, professora catedrática, ensaísta, escritora empenhada na divulgação de José Cardoso Pires e considerada uma das pessoas que “despertou o interesse na comunidade académica para a obra” do autor português. Durante o seu percurso de vida ganhou inúmeras distinções, entre as quais o Grande Prémio de Ensaio Literário da Associação Portuguesa de Escritores (2004).

Consulte o programa

Cartaz

2018-10-10 12:35
Topo da Página
classificado em: