Acções do Documento

Aula Aberta “Observação de Lisboa por Deteção Remota”

21 de fevereiro - José António Tenedório e Teresa Santos, investigadores do CICS.NOVA, difundem trabalho científico através de uma Aula Aberta no Centro de Informação Urbana de Lisboa.

A estruturação de informação geográfica para estudos de sustentabilidade urbana recorrendo a deteção remota para caracterizar os espaços verdes de Lisboa e a modelação geográfica para identificar potenciais áreas verdes a instalar nas coberturas de edifícios é o tema da Aula Aberta “Observação de Lisboa por Deteção Remota”. O evento, que terá lugar no dia 21 de fevereiro às 17h no Centro de Informação Urbana de Lisboa (CIUL), terá como oradores José António Tenedório, especialista em Deteção Remota urbana internacionalmente reconhecido, e Teresa Santos, ambos investigadores do CICS.NOVA - RG4 -Modelação Espacial, Social e Planeamento.

Resumo da aula aberta

Os dados multiresolução obtidos por sensores remotos facilitam a caracterização da cidade em dois domínios: i) na quantificação das propriedades de superfície e ii) na classificação da ocupação do solo. A quantificação das propriedades referidas, tais como o vigor da vegetação ou a temperatura de superfície, bem como a categorização dos modos de ocupação do solo urbano originam mapas.

A eficácia desses mapas é tão mais elevada quanto maior for a frequência da sua utilização na descrição, análise e modelação geográfica de fenómenos físicos urbanos. Associa-se à extração de informação a partir de dados de deteção remota a análise espacial em Sistemas de Informação Geográfica quer para estruturar indicadores de sustentabilidade urbana quer para simular alterações introduzidas por projetos e planos urbanos.

Notícia relacionada: “Estudo estima potencial dos edifícios para receber coberturas verdes”

2017-02-13 16:05
Topo da Página