Acções do Documento

"Afro-European Narratives” aprovado pela Comissão Europeia

Projeto Europeu coordenado por Maria Teresa Cruz visa criar um arquivo online de histórias de cidadãos europeus com experiências e memórias de relação com países e culturas africanas.

A partilha de histórias pessoais e coletivas sobre a ligação de cidadãos europeus com o continente e culturas africanos, com raiz em memórias de diáspora, origem étnica, experiências quotidianas e ligações culturais, é o objetivo do projeto Afro-European Narratives. A iniciativa, coordenada por Maria Teresa Cruz, docente do Departamento de Ciências da Comunicação e investigadora do CIC.Digital, foi um dos aprovados para financiamento pela Comissão Europeia no âmbito do call for proposals EACEA – Education, Audiovisual and Culture Executive Agency/ Europe for Citizens – European remembrance.

O projeto, que terá início em 2018, irá especialmente ao encontro das novas gerações afrodescendentes, para quem a ligação a África é sobretudo da ordem de uma pós-memória, transmitida pelas comunidades e gerações mais velhas, mas também pelas imagens e discursos predominantes nos media. O envolvimento num processo enunciativo e narrativo pretende favorecer o encontro com uma voz própria e valorizar a dimensão intercultural destas experiências de cidadania europeia. A iniciativa reúne-se também aos objetivos da Década da Afrodescendência (2014-2025), proclamada pelas Nações Unidas.

O consórcio é coordenado pelo CIC.DIGITAL NOVA e tem como restantes parceiros a AFROLIS – Cultural Association / Audioblog (Lisboa) e a RAMag – Associación Cultural Radio Africa / Radio Africa Magazine (Catalunha).

2018-01-24 11:55
Topo da Página
classificado em: