Eventos
Outubro
« Outubro 2017 »
Do
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
 
Acções do Documento

Ciclo de Cinema: "Music as Power - Music is the Weapon (1982)"

O quê
  • Científico
Quando 2017-05-18
de 17:00 até 19:00
Onde Auditório 1 (Torre B, Piso 1)
Nome do Contacto
Adicionar evento ao calendário vCal
iCal

Organização: Inet-md e Observatório da Canção de Protesto

Orador(es): Convidado Especial Michael E. Veal

O Instituto de Etnomusicologia, INET-md (FCSH/NOVA), em parceria com o Observatório da Canção de Protesto (OCP), convidam-n@ para mais uma sessão do Ciclo de Cinema Music as Power.

O filme documentário acerca da vida e música do nigeriano Fela Anikulapo Kuti (1938-1997) mostra a influência que o músico teve no desenvolvimento de diversas práticas musicais contemporâneas em África. Através de entrevistas realizadas ao músico e a familiares mais próximos deste e de atuações, o documentário realça a importância da criação do Afrobeat, termo cunhado por Fela Kuti para designar uma nova expressão de fusão sonora que surge aqui associada a diversas referências musicais e políticas. O filme demonstra a postura ativista que o músico assumiu ao longo da sua vida, tornando-se uma referência incontornável da música africana. Music is the Weapon é uma produção francesa e foi realizado por Jean-Jacques Flori (1928-1997) e Stephane Tchalgadjieff (1942-).

O Convidado Especial Michael E. Veal é docente na Yale University desde 1998. Antes tinha lecionado no Mount Holyoke College (1996 – 1998) na New York University (1997-1998). O seu trabalho tem abordado tópicos na esfera cultural de África e da diáspora Africana. A sua biografia de Fela Anikulapo-Kuti (2000) usa a vida e a música deste músico africano influente para explorar temas de pós-colonialismo africano, usos políticos da música em África e a diáspora Africana. O seu próximo livro Wait Until Tomorrow aborda períodos sub-documentados nas carreiras de John Coltrane e Miles Davis que incluem intervenções estilísticas de “jazz livre” e “fusão jazz-rock,” e propõe a linguagem da arquitetura digital para sugerir novas direções na análise do jazz.

 

Entrada Livre.

Topo da Página
classificado em: