logotipo medievalista

 
   
 
Número 19 | Janeiro – Junho 2016 ISSN 1646-740X
 

logo IEM


TODOS OS NÚMEROS /
PREVIOUS ISSUES


EDIÇÃO / EDITORS

CONSELHO EDITORIAL / ADVISORY BOARD

ARBITRAGEM CIENTÍFICA 2015 / PEER REVIEWING 2015

WEB DESIGNER


CONTACTOS / CONTACTS

INSTRUÇÕES AUTORES /
AUTHOR’S INSTRUCTIONS


REVISTAS INTERNACIONAIS / RELATED PUBLICATIONS

CALL FOR PAPERS


A Revista Medievalista encontra-se incluída:
Latindex
Dialnet
Revues.org
DOAJ
ERIH Plus
SciELO
logo scielo


ISSN 1646-740X

logo FCSH

A Revista Medievalista é um Projecto desenvolvido com o apoio da

fct


 

 

 

 

10 Anos da Medievalista: As Revistas de Ciências Sociais e os seus Desafios. FCSH, Lisboa, 25 de Setembro 2015

 

Bernardo Vasconcelos e Sousa, Luís Filipe Oliveira
Universidade Nova de Lisboa, Instituto de Estudos Medievais / Universidade do Algarve, Departamento de História Arqueologia e Património
1069-061 Lisboa / 8005-139 Faro, Portugal
bjsvs@netcabo.pt / lfolivei@ualg.pt

TEXTO CITAÇÃO imprimir PDF imprimir mail indice
 
 

Data do texto: Novembro de 2015

No dia 25 de Setembro de 2015, teve lugar na FCSH-UNL o Seminário Internacional “As Revistas de Ciências Sociais e os seus Desafios”, para assinalar os dez anos de publicação ininterrupta da Medievalista OnLine. Tal como constava no desdobrável de divulgação, pretendia-se que a iniciativa fosse mais do que uma celebração e criasse a oportunidade para se fazer um balanço crítico, reflectindo “em conjunto com outras revistas, sobre os problemas e os desafios que hoje se colocam às publicações periódicas na área da História e das Ciências Sociais”.

Este primeiro propósito terá sido conseguido. Foi significativo o interesse suscitado pelo Seminário, que contou com a participação de responsáveis e de outros colaboradores de cerca de uma dezena de revistas nacionais (para lá da Medievalista, o e-Journal of Portuguese History, a Análise Social, a Revista de História da Sociedade e da Cultura, da Universidade de Coimbra, a Lusitania Sacra, da Universidade Católica Portuguesa, os Anais de Além-Mar, do CHAM, uma responsável pelas publicações da Universidade Autónoma de Lisboa, uma responsável pela revista MIDAS, uma publicação dedicada aos museus), além de algumas estrangeiras (En la España Medieval, da Universidade Complutense de Madrid, o RIHA Journal, da Associação Internacional de Institutos de Investigação em História da Arte, ou a plataforma Cléo – Open Edition). Também não foi menos animada a troca de ideias e  de experiências, ou a discussão motivada pelos quatro painéis sobre “Financiamento”, “Avaliação”, “Indexação” e “Open Access”. De uma forma ou de outra, estas temáticas envolvem as principais questões institucionais, técnicas e práticas que constituem os desafios mais importantes com que hoje se confrontam as revistas de História e de Ciências Sociais. Daí as múltiplas intervenções que tiveram lugar, tanto por parte dos membros que integravam os referidos painéis como por parte da assistência.

Entre os vários assuntos discutidos – e alguns são dignos de atenção posterior, como o peso dos custos estruturais das revistas, a defesa da língua e do pensamento em português, ou as formas de avaliação de impacto em prazos mais longos –, sobressaiu a política do open access e os problemas editoriais e financeiros que ela põe, bem como as exigências técnicas colocadas pela inserção das revistas nas bases de dados internacionais de publicações indexadas. No final dos trabalhos, foi quase unânime o reconhecimento da necessidade de prosseguir a discussão na perspectiva de uma eventual actuação conjunta das revistas portuguesas da área das Ciências Sociais, com vista à sua maior, melhor e mais eficaz presença nas principais bases de dados internacionais de publicações científicas.

Pela sua parte, a Medievalista procurará dar continuidade a esta iniciativa, mantendo uma abordagem aberta a todas as revistas que queiram participar, ao mesmo tempo que manifestará a sua disposição para colaborar em acções conjuntas que visem dar passos concretos no sentido da internacionalização e da quebra do isolamento que, apesar do que tem vindo a ser feito por várias entidades, ainda constitui uma limitação para o conhecimento e o reconhecimento internacional da investigação na área das Ciências Sociais e das Humanidades em Portugal.

 

florao cinz COMO CITAR ESTE ARTIGO topo home
   
 

Referência electrónica:

SOUSA, Bernardo Vasconcelos e, OLIVEIRA, Luís Filipe – “10 Anos da Medievalista: As Revistas de Ciências Sociais e os seus Desafios. FCSH, Lisboa, 25 de Setembro 2015”. Medievalista [Em linha]. Nº 19 (Janeiro – Junho 2016). [Consultado dd.mm.aaaa]. Disponível em http://www2.fcsh.unl.pt/iem/medievalista/MEDIEVALISTA19/sousa1910.html

ISSN 1646-740X

florao cinz   topo home