logotipo medievalista

 
   
 
Número 16 | Julho - Dezembro 2014 ISSN 1646-740X en
 

logo IEM


TODOS OS NÚMEROS /
PREVIOUS ISSUES


EDIÇÃO / EDITORS

CONSELHO EDITORIAL / ADVISORY BOARD

ARBITRAGEM CIENTÍFICA 2013 / PEER REVIEWING 2013

WEB DESIGNER


CONTACTOS / CONTACTS

INSTRUÇÕES AUTORES /
AUTHOR’S INSTRUCTIONS


REVISTAS INTERNACIONAIS / RELATED PUBLICATIONS

CALL FOR PAPERS


A Revista Medievalista encontra-se incluída: Latindex
Dialne
LusOpen
Scielo
DOAJ


ISSN 1646-740X

logo FCSH

A Revista Medievalista é um Projecto desenvolvido com o apoio da

fct


 

 

 

 

Resumos / Abstracts

    imprimir mail indice
 
Abel Estefânio
Proposta de aclaração do “pacto sucessório” à luz de novos dados [VER TEXTO INTEGRAL/FULL TEXT]
 

In an earlier work published in the Medievalista online Journal, the author considered that the designated “pacto sucessório” between the Counts Raymond and Henry could be a modern fake, although he had not been able to say that categorically. In the present paper, it is developed the study of the linguistic argument, which proved to be inconclusive. For this reason, it was necessary to continue the research on how the pact came into the hands of Luc D' Achery. The discovery of the manuscript that the benedictine monk of the congregation of St. Mauro published in the Spicilegium would prove to be decisive for the author to reconsider its position on the historical veracity of the document, arguing now that its data can be used as basis for a credible historical reconstruction. Accordingly, he presents a proposal of critical dating of the famous document between 1105-1107, based on internal elements of the text, significantly shortening the interval previously proposed by Rui Pinto de Azevedo in the Documentos Medievais Portugueses. On the other hand, the location and study of an unpublished document of Count Raymond contributes to clarify the context in which the agreement was concluded.
Keywords:Iberian history, Formation of the nationality, Critique of authenticity, Cluny, Maurists.

Num trabalho anterior publicado na Revista Medievalista online, o autor considerou que o designado “pacto sucessório” entre os condes D. Raimundo e D. Henrique poderia ser um falso moderno, embora não tivesse podido demostrá-lo categoricamente. No presente trabalho é retomado o estudo do pacto pela abordagem do argumento linguístico, que se revelou inconclusivo. Por essa razão, foi necessário dar continuidade à investigação sobre o modo como o pacto chegou às mãos de Luc D’Achery. A descoberta do manuscrito que o monge beneditino da congregação de São Mauro publicou no Spicilegium revelar-se-ia decisivo para o autor rever a sua posição sobre a veracidade histórica do documento, defendendo agora que os seus dados podem se utilizados como base para uma reconstituição histórica credível. Em conformidade, é apresentada uma proposta de datação crítica entre 1105-1107, baseada em elementos internos do texto, encurtando significativamente o intervalo anteriormente proposto por Rui Pinto de Azevedo nos Documentos Medievais Portugueses. Por outro lado, a localização e estudo de um documento inédito do conde D. Raimundo veio contribuir para o esclarecimento do contexto em que foi celebrado o pacto.
Palavras-chave: História ibérica, Formação da nacionalidade, Crítica de autenticidade, Cluny, Mauristas.

florao cinz   topo home
  Carla Varela Fernandes
The Tomb of D. Rodrigo Sanches: the rediscovery of an iconographic program
[VER TEXTO INTEGRAL/FULL TEXT]

The Tomb (Cenotaph) of D. Rodrigo Sanches (illegitimate son of King Sancho I) was recently removed from the arcosolium that housed it in the cloister of the Monastery of S. Salvador Grijó since 1626.
This transfer, which had as its main consequence the possibility of visualization of the remaining sides of the chest tomb, as well as the improved visualization of the tomb effigy and other figures of the slab brought interesting news to the panorama of History of Portuguese Medieval Art, from the iconographic point of view and also from the plastic/aesthetic point of view, since all faces are carved. Therefore this is the moment to rewrite the analysis of this work of late-Romanesque sculpture, to place it regarding all the represented, to attempt to decode the main intentions of his commissioner and seek its integration into a broader geographic universe, from the artistic point of view, (peninsular and trans-Pyrenean). The responsibility of being the first time that the work is studied in its entirety, leads to the presentation of proposals, interpretive hypotheses, rather than conclusions.
Keywords:
Tomb Sculpture; Romanesque; Adoration of the Magi; Presentation in the Temple; Calvary.

O túmulo (cenotáfio) de D. Rodrigo Sanches (filho ilegítimo do rei Sancho I) foi retirado recentemente do arcossólio que o acolhia no claustro do Mosteiro de S. Salvador de Grijó, desde 1626. Esta trasladação, que teve como principal consequência a possibilidade de visualização das restantes faces da arca tumular, bem como a melhor visualização do jacente e das outras figuras da tampa, trouxe ao panorama da História da Arte Medieval portuguesa interessantes novidades do ponto de vista iconográfico e também plástico/estético, já que todas as faces se encontram esculpidas. É por isso o momento de rescrever a análise desta obra de escultura tardo-românica, colocar agora em relação todos os temas aí representados, procurar descodificar quais as principais intenções do seu encomendador e, procurar a sua integração num universo geográfico mais amplo, do ponto de vista artístico (peninsular e transpirenaico). A responsabilidade de ser a primeira vez que a obra é estudada na íntegra, leva a que se coloquem propostas, hipóteses de interpretação, mais do que conclusões.
Palavras-chave: Tumulária, Românico, Adoração dos Magos, Apresentação no Templo, Calvário.

 
florao cinz   topo home
  Núria Sánchez Madrid
Intellectus possibilis y multitudo: las fuentes filosóficas del averroísmo político en Monarchia de Dante Alighieri.
[VER TEXTO INTEGRAL/FULL TEX]

The paper suggests a reading about Dante’s acceptance of the Averroist thesis about the unity of intellect in his political work Monarchia. I consider the philosophical sources of discussion of this thesis in the second half of the thirteenth century, among which I specially focus on its refutation by Thomas Aquinas and on its nuanced admission by Siger of Brabant. I argue that the distinction between the universality and unity of the possible intellect and the plurality of received forms by the imagination of each individual, a position suggested by Siger of Brabant, is the clue of the use that Dante makes of monopsychism in Monarchia, an appraisal that gives birth to a new model of human community signally immanent and secular.
Keywords:
Dante, Thomas of Aquinas, Siger of Brabant, Monarchia, Unity of Intellect, Community.

El artículo propone una lectura acerca de la aceptación de Dante de la tesis averroísta acerca de la unidad del entendimiento en su obra política Monarchia. Para ello, se consideran las fuentes filosóficas de la discusión de esta tesis en la segunda mitad del siglo XIII, entre las que destacan la refutación de Tomás de Aquino y la admisión matizada de la misma por Siger de Brabante. Se argumenta que la distinción entre la universalidad y unidad del entendimiento posible y la pluralidad de la recepción de las formas en la imaginación de cada individuo, tesis sugerida por Siger de Brabante, está a la base del uso que Dante da al monopsiquismo en Monarchia, abriendo con ello un nuevo modelo de comunidad humana marcadamente inmanente y laico.
Palavras-chave: Dante, Tomás de Aquino, Siger de Brabante, Monarchia, unidad del entendimiento, comunidad.

 
florao cinz   topo home
  Francisca Pires de Almeida
O ritual do batismo em Portugal na Baixa Idade Média e nos inícios do século XVI.
[VER TEXTO INTEGRAL/FULL TEX]

The ritual of child baptism is still lacking attention in Portuguese historiography. In this article I will focus on its evolution during the Middle Ages, from the moment Saint Augustine of Hippo drew its foundations, until the sixteenth century and the pressure exerted by the Protestant Reformations on the Catholic Church
Keywords:
baptism, neophytes, original sin, ritual, Middle Ages.

O ritual do batismo infantil no período medieval e no século XVI ainda carece de atenção na historiografia portuguesa, apesar de para o seu estudo podermos dispor de um relevante conjunto de fontes documentais. É nossa intenção mostrar a importância que adquiriu no período medievo, a partir de ideias expressas pelo seu principal impulsionador, Santo Agostinho de Hipona, e a forma como evoluiu do ponto de vista ritual no virar do século XVI e depois das Reformas Protestantes.
Palavras-chave: batismo, neófitos, pecado original, ritual, Idade Média.

 
florao cinz   topo home
  Joaquim Bastos Serra
Entre o comércio e a governação local. Fernão Gonçalves Façanha: um mercador eborense de finais da Idade Média
[VER TEXTO INTEGRAL/FULL TEX]

In this paper, we intend to follow the social and political trajectory of the merchant Fernão Gonçalves Façanha who conducted his professional activity in Évora, one of the most important cities of medieval Portugal, in the second half of the 14th century. This is a powerful businessman who held various positions in the municipal administration and in other urban institutions and played a relevant role in the public life of the city. Despite the crisis and the troubles that have marked much of the time in which he lived, Fernão Gonçalves will experience a process of enrichment and social empowerment, which will progressively bring him closer to the leading group. His route is of great historiographical interest, as it constitutes a good example of someone who knew how to take advantage of the opportunities of a context which was largely favorable to mobility and, to start a process of social ascent based on material wealth, but where the relational framework and political options are equally essential.
Keywords: Merchants, oligarchy, social mobility, 1383-1385 civil war, Évora.

Neste artigo, propomo-nos acompanhar a trajetória social e política do mercador Fernão Gonçalves Façanha que desenvolveu a sua atividade profissional em Évora, uma das mais relevantes cidades do Portugal medieval, na segunda metade de Trezentos. Trata-se de um poderoso homem de negócios que passou por diversos cargos na administração municipal e em outras instituições urbanas, assumindo um forte protagonismo na vida pública da cidade. Apesar da crise e das conturbações que marcaram uma boa parte do tempo em que viveu, Fernão Gonçalves irá conhecer um processo de enriquecimento e de afirmação social, que progressivamente o aproximará do grupo dirigente. O seu percurso reveste-se de bastante interesse historiográfico, constituindo um bom exemplo de alguém que soube aproveitar as oportunidades de um contexto amplamente favorável à mobilidade, para iniciar um processo ascensional assente na riqueza material, mas onde o quadro relacional e as opções políticas se revelam igualmente essenciais.
Palavras-chave: Mercadores, oligarquia, mobilidade social, guerra civil de 1383-1385, Évora.

 
florao cinz   topo home