logotipo medievalista

 
   
 
Número 10 | Julho - Dezembro 2011 ISSN 1646-740X
 

IEM


TODOS OS NÚMEROS /
PREVIOUS ISSUES


EDIÇÃO / EDITORS

CONSELHO EDITORIAL / ADVISORY BOARD

ARBITRAGEM CIENTÍFICA 2010 / PEER REVIEWING 2010

WEB DESIGNER


CONTACTOS / CONTACTS

INSTRUÇÕES AUTORES /
AUTHOR’S INSTRUCTIONS


REVISTAS INTERNACIONAIS / RELATED PUBLICATIONS

CALL FOR PAPERS


A Revista Medievalista encontra-se incluída no Directório e no Enlace do LATINDEX

ISSN 1646-740X

logo FCSH

FCT


 

 


Colóquio Internacional
“A cidade Medieval em Debate”

 
Adelaide Millán Costa
Universidade Aberta
acosta@univ-ab.pt

TEXTOCITAÇÃO imprimir PDF imprimir mail indice
 
 

O debate enquanto forma de promover a investigação sobre a cidade medieval

 

Realizou-se na FCSH, entre os dias 27 e 29 de Janeiro, o Colóquio Internacional A cidade Medieval em Debate, integrado no âmbito das actividades do Grupo de Investigação História de Lisboa Medieval do Instituto de Estudos Medievais.

A deliberada aposta no debate, que o título deste encontro científico consagra, traduziu-se no leitmotif do evento. Para tanto, concorreu a sua estrutura: os três painéis temáticos – Fontes e Metodologias, Perspectivas e Problemáticas – conjugaram conferências de reputados historiadores com mesas redondas, orientadas por especialistas portugueses em história urbana e pontuadas por comunicações de jovens investigadores. O número reduzido de conferencistas (Beatriz Arizaga, Thérèse de Hemptinne, Michel Bochaca, Pierre Monnet, Denis Menjot, Amélia Aguiar Andrade, Marc Boone e Wim Blockmans) e os períodos alargados de debate visaram debelar o factor tempo que, tradicionalmente, condiciona a verdadeira reflexão neste tipo de eventos.

A organização lançou um repto aos vários intervenientes que por todos foi aceite e superiormente concretizado: o propósito do encontro não seria o de apresentar construções metodológicas e conceptuais estritamente teóricas e distanciadas da realidade concreta com que os medievalistas se confrontam nas suas pesquisas; nem o de actualizar estados da arte sobre este domínio historiográfico; nem, ainda, o de cruzar representações contraditórias das cidades medievais, resultantes de diferenciados horizontes cronológicos e geográficos de abordagem. O princípio orientador do Colóquio traduzia-se na partilha de conhecimentos, interpretações, questionamentos e dúvidas. Pedia-se aos historiadores com obra consagrada que capitalizassem a estruturação do seu pensamento e o do seu saber pensar e saber fazer História para o aplicarem a um olhar prospectivo sobre a cidade medieval. Pedia-se aos jovens que expusessem as novas propostas de análise ensaiadas e as questões de sustentação teórica e metodológica com que se deparavam na sua área específica de trabalho. Em suma, mais do que um Colóquio, este encontro científico assumiu-se como um verdadeiro seminário de trabalho historiográfico.

Encontram-se disponíveis materiais fornecidos pelos conferencistas e comunicantes no site do IEM
http://iem.fcsh.unl.pt/organizar/coloquios/coloquiocidademedieval2011/?searchterm= e as actas do encontro serão publicadas a breve trecho.

Com esta iniciativa pretendeu-se estimular a pesquisa numa área historiográfica com tradição reconhecida nos estudos medievais desenvolvidos na FCSH mas que, nos últimos anos, não tem suscitado a adesão dos jovens investigadores.

florao cinz COMO CITAR ESTE ARTIGO topo home
   
 
Referência electrónica:
COSTA, Adelaide Millán – Colóquio Internacional “A cidade Medieval em Debate”. Medievalista [Em linha]. Nº 10, (Julho de 2011). [Consultado dd.mm.aaaa]. Disponível em http://www2.fcsh.unl.pt/iem/medievalista/MEDIEVALISTA10\millan1010.html.
ISSN 1646-740X.
florao cinz   topo home