Acções do Documento

Análise de Conteúdo Assistida por Computador: Atlas.Ti e MaxQDA

Início: 15 de julho

Datas: 15 a 20 de julho | dias úteis das 17h00 às 21h00 | sábado das 10h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h00

Sala 102 | Torre A | piso 1

Docente Responsável: Sílvia de Almeida

Docentes: Sílvia de Almeida e Pedro Diniz de Sousa

Áreas: Recursos Informáticos e Digitais

Creditação para professores do Ensino Básico e Secundário

Formação geral e adequada (dimensão científica e pedagógica): Professores do grupo 550.

 

Objetivos

No final do curso os formandos estarão capacitados para:

1) Identificar os procedimentos/etapas na realização da análise de conteúdo com programas informáticos e as suas vantagens e limitações;

2) Identificar e adotar programas informáticos de análise de conteúdo adaptados a dois tipos de metodologias qualitativas; a análise de conteúdo clássica e a Grounded Theory;

3) Identificar "famílias" e representar graficamente "redes" com significado para uma determinada problemática, descobrindo assim fenómenos não detetáveis pela simples leitura do texto;

4) Planear e executar uma análise de conteúdo em dois tipos de programas informáticos: MAXQDA e Atlas.ti,

5) Analisar criticamente estudos baseados em análise de conteúdo.

 

Programa

O curso começará por apresentar em termos gerais as metodologias de análise qualitativa usadas por algumas das ciências sociais. A matéria inicial com o programa Atlas.ti incluirá:

1) Apresentação do ambiente e operações básicas para trabalhar com o programa;

2) Componentes do "nível textual" do programa: documentos primários; códigos; excertos; anotações;

3) "Nível conceptual" do Atlas.ti: “famílias” de documentos e de códigos, visualizações de redes e relações entre códigos;

4) Ferramentas de pesquisa e agregação de dados;

5) Visualizações de rede;

6) Análise de imagens e de vídeos.


A matéria com o programa MAXQDA incluirá:

1) Iniciação ao programa e construção da base de dados: Importar documentos/imagens – Criar categorias – Criar memos – Criar sets – Criar variáveis de documento;

2) Outputs para interpretação: Exportar dicionário de categorias e segmentos codificados - Busca lexical - Frequências das categorias;

3) Fiabilidade e validade dos resultados na análise de conteúdo: Estabilidade – Replicabilidade – Precisão;

4) Formas de reportar resultados: Exemplos de trabalhos com análise de conteúdo assistida por computador.

 

Pré-Requisitos

Caso o formando já disponha de material empírico, convidamo-lo a utilizá-lo nas aulas.

 

Bibliografia

Charmaz, Kathy (2010). Constructing Grounded Theory: A Practical Guide through Qualitative Analysis. London: Sage.

Krippendorff, K. (2004). Content analysis: an introduction to its methodology. Thousand Oaks: Sage.

Lewis, A., & Silver, C. (2007). Using software in qualitative research: a step-by-step guide. London: Sage.

Bardin, Laurence (2004). Análise de Conteúdo. Coimbra: Edições 70.

___________________________________

Pedro Diniz de Sousa é mestre em Sociologia e doutorando em Ciência Política pela NOVA FCSH. É investigador do IPRI e CIMJ. Publicou diversos artigos e um livro na área da comunicação política, com base em técnicas de análise do discurso. Lecionou disciplinas de Informática, Sociologia Política e Metodologias de Investigação em Ciências Sociais em diversas instituições do Ensino Superior. Participou em diversos projetos de investigação envolvendo a análise de dados.

Sílvia de Almeida é doutorada em Sociologia pelo Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (NOVA FCSH), onde atualmente é Professora Auxiliar Convidada e investigadora integrada pós-doc no Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da Universidade Nova de Lisboa (CICS.NOVA). É uma das coordenadoras do Projeto Curriculum Monitor que tem como objetivos: 1) Desenvolver modelos de análise e avaliação curricular; 2. Produzir conhecimento científico sobre organização, desenvolvimento e políticas curriculares e é investigadora do Projeto ESCXEL – Rede de Escolas de Excelência desde 2012. Tem publicações em artigos e capítulos de livros na área da Sociologia da Educação, especialmente, sobre gestão e políticas curriculares e sobre metodologias de investigação qualitativa.  É formadora certificada em Métodos de Análise Qualitativa pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional desde 2016 e em MAXQDA pela VERBI Software - Consult - Sozialforschung GmbH, Germany: https://www.maxqda.com/workshoptrainer/prof-dra-silvia-de-almeida

Topo da Página