Acções do Documento

Análise e redação de textos de opinião

Início: 27 de agosto

 

Objetivos

  1. Caracterizar as propriedades definidoras do texto.
  2. Assinalar a coexistência da dimensão semântico-referencial e a dimensão acional da construção discursiva.
  3. Apresentar as características centrais do género texto de opinião.
  4. Analisar textos de opinião de imprensa e textos de opinião produzidos em contexto escolar.
  5. Apresentar modelos de exercícios destinados a segmentar as várias etapas de construção de um texto de opinião.
  6. Apresentar exemplos de exercícios com vista à superação de erros gramaticais recorrentes.

 

Programa

1. Caracterização das propriedades definidoras do texto

1.1. Padrões de textualidade (progressão, redundância, dimensionalidade, coerência)
1.2. Macro-atos de composição textual (planificação, justificação/explicação; elaboração/expansão); exemplificação/ilustração; reformulação; objeção/refutação; conclusão)

2. Texto de opinião: caracterização discursiva e genológica

2.1. Hibridismo e heterogeneidade
2.2. Apresentação/explanação/exposição de eventos relevantes sobre um dado universo referencial e avaliação sobre esses eventos
2.3. Dialogismo
2.4. Marcas linguísticas e funções comunicativas (marcadores do discurso reportado; evidenciais; marcadores atitudinais e relacionais; marcas de 1.ª/3.ª pessoa)

3. Exercícios de análise de textos de opinião

3.1. Análise crítica comparativa de artigos de opinião na imprensa sobre os temas A crise catalã e A publicação de cadernos de atividades para meninos e meninas
3.2. Análise de textos de opinião produzidos por alunos do ensino básico e secundário

4. Processos de escrita de um texto de opinião:

4.1. Análise do enunciado/pergunta
4.2. Inventio
4.3. Planificação
4.4. Modelos e exercícios sobre elaboração de introduções
4.5. Modelos e exercícios sobre elaboração dos parágrafos de desenvolvimento
4.6. Modelos e exercícios de elaboração de conclusões
4.7. Mecanismo de ligação (conectores e pronomes)
4.8. Exemplos de exercícios sobre competências gramaticais requeridas:

4.8.1. Orações condicionais e relativas
4.8.2. Diátese
4.8.3. Coerência temporal
4.8.4. Estruturas apositivas e modificadores
4.8.5. Nominalização

 

Bibliografia

Badger, R; White, G (2000) A process genre approach to teaching writing, ELT Journal, 54, (2) pp. 153–160.

Belmonte, I.A. (2007) Newspaper editorial and comment articles: A Cinderella genre?. Rael: Revista Electronica de Linguística Aplicada 1, pp.1-9.

Fonseca, J. 1994, Dimensão accional da linguagem e construção do discurso. In J. Fonseca (ed.) Pragmática Linguística. Introdução, Teoria e Descrição do Português, Porto, Porto Editora: 105-131.

___________________________________

Ana Sousa Martins é coordenadora da Ciberescola da Língua Portuguesa, um projeto em parceria com o Ministério da Educação, onde leciona Português como Língua Estrangeira e Língua Não Materna. É doutorada em Linguística pela Universidade do Porto. Enquanto investigadora do CLUL, desenvolveu projeto de Pós-Doutoramento sobre processos de simplificação textual e leitura extensiva em português L2, financiado pela FCT. Presentemente, como membro integrado do CLUNL, desenvolve investigação sobre leitura e aquisição de vocabulário em PL2, bem como sobre análise discursiva. Tem vários artigos publicados nas duas áreas. É autora dos livros das coleções Clássicos da Literatura Lusófona Adaptados e Contos com Nível, da Lidel.

Topo da Página