Acções do Documento

Compreender as imagens medievais. Personagens, histórias e mitos através da arte

1º semestre

Organização: IEM - Instituto de Estudos Medievais

Responsável: Maria João Branco

Docentes: Carla Varela Fernandes

 

Calendário e horário das sessões:

Início: 17 de outubro de 2017 | Fim: 5 de dezembro de 2017

Horário: Terças e quinta-feiras, das 18h às 20h (à exceção dos dias 19 e 26 de outubro e 9 de novembro)

 

Temas das Sessões (Programa)

1 - O que podemos aprender através da leitura dos temas e da identificação das personagens na arte figurativa (noções sobre o método iconográfico). A iconografia medieval como a génese das representações da arte cristã: as heranças da Antiguidade Clássica e Oriental e os temas concebido e mais valorizados na arte cristã da Alta e da Baixa Idade Média. As imagens e as histórias (iconografia) ao serviço da promoção dos valores e ideias que estruturaram as sociedades medievais.


2 – Iconografias do Antigo Testamento - As imagens dos mitos da criação do mundo, da Humanidade e do nascimento do pecado; as personificações do Bem e do Mal; Representações da materialização da fé no Deus no Antigo Testamento e algumas personagens que antecedem e anunciam (prefiguram) a chegada de Jesus.


3 - Representar o invisível: Deus e os anjos; As três pessoas divinas e as várias representações da Santíssima Trindade; Histórias de Profetas e de Reis; Jessé e a árvore genealógica de Cristo.


4 – Iconografa do Novo Testamento (1) - Personagens de transição entre o Antigo e o Novo Testamento; Jesus Cristo, o profeta, herói e redentor: cenas da infância e das acções e milagres na idade adulta.


5 - Iconografia do Novo Testamento (2) - As diferentes imagens da Virgem Maria - imagens isoladas e cenas narrativas alusivas à Virgem Maria.


6 – Iconografia do Novo Testamento (3) - A Paixão de Cristo (da dúvida à traição, da flagelação à morte) – os principais momentos e as personagens mais relevantes.


7 – Iconografia do Novo Testamento (4) - A Ressurreição, aparições e milagres de Cristo Ressuscitado. Cristo “Pantocrator” ou Cristo em Majestade e os quatro elementos do Tetramorfus.


8 - A morte em imagens - As diferentes representações da morte (os temas moralizantes da “boa” e da “má morte”); Rituais da morte entre os membros da cavalaria; o Juízo Final – as principais personagens e os momentos da Condenação/Redenção/Fim dos Tempos; Imagens do Paraíso e do Inferno.


9 - Os Terrores do Apocalipse: cenas e principais personagens.


10 - A “indústria” da santidade: cenas das vidas de alguns santos (hagiografias) e representações “icónicas”: dos Apóstolos aos santos Mártires. Como identificar cada santo (o valor dos atributos iconográficos) e entender quais as suas principais “funções” e poderes.

 

11 - Continuação da análise das histórias de vidas de alguns santos e/ou representações “icónicas” dos principais santos que a Idade Média gerou. As relíquias e a “indústria” simbólica e imagética dos relicários.

 

12 - A guerra e a caça no quadro da religiosidade medieval: combate entre guerreiros (cavaleiros e escudeiros) e a diferenciação e conotação simbólica/religiosa do inimigo (entre gigantes, monstros e muçulmanos). Grandes heróis da guerra (cenas da vida de Alexandre o Grande e de Carlos Magno). As cenas de caça - simbólica entre a dimensão profana e religiosa.


13- Observação directa de um conjunto de obras de arte medieval (no Museu Nacional de Arte Antiga – dia 02-04-2017) para verificação da capacidade de identificação e interpretação dos temas aí patentes e conversas em torno das obras (opcional).

 

Objetivos do Curso

É objetivo do curso que os alunos reconheçam, através da descodificação das imagens, que a arte, para além de produzir objetos com função devocional e de fascínio visual, é também uma fonte histórica, um conjunto de documentos para serem lidos e interpretados (a par da documentação escrita e dos achados arqueológicos), enfim, um precioso auxiliar para o entendimento da História do pensamento e das emoções da humanidade. As imagens que aqui propomos analisar têm origem nos 10 séculos da designada Idade Média, o longo tempo a que esta Unidade de Investigação se dedica. E é nesse tempo preciso que se criaram, desenvolveram e fixaram as principais iconografias da arte ocidental e oriental e que terão continuidade e transformação nos séculos seguintes. A interpretação das imagens, na sua ligação com as fontes escritas e outras é um dos principais objectivos de um dos GI’s do IEM (Imagens, Textos e Representações). Na ligação quotidiana que os membros desta UI têm com os alunos e com os diferentes públicos das nossas atividades e de outras instituições, apercebemo-nos do interesse existente pelo entendimento das imagens e das histórias que com elas se contam, bem como uma carência de conhecimentos a este respeito, o que importa colmatar. Este curso é apenas um dos meios para atingir esse objectivo.

 

Conteúdos da ação:

O curso versará sobre os principais temas da arte medieval, entre os séculos V e XV, em especial da arte cristã, usando para tal exemplos da arte figurativa que representam os respectivos temas em tempos diferentes, a fim de se entender melhor o como e o porquê das alterações. Trata-se de uma selecção de iconografias entre as que mais facilmente encontramos na arte medieval que chegou aos nossos dias, sem que seja possível cobrir todo o corpus iconográfico medieval (poderá dar origem a um 2.o curso), para que os alunos, findo o curso, possam, autonomamente, interpretar uma obra de arte medieval (figurativa).

 

Preçário

Público em geral: 100€ (120€ com avaliação)| Associado INATEL/ACP: 80€ (100€ com avaliação) | Estudantes NOVA (licenciaturas, mestrados e doutoramentos) e Alumni FCSH NOVA: 70€  (80€ com avaliação)

 

Número de créditos (mediante avaliação):

- para estudantes universitários: 2 ECTS - European Credit Transfer and Accumulation System;

- para professores dos Ensinos Básico e Secundário: 1 Crédito (acreditado pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua – Ministério da Educação).

- Professores dos grupos 400 e 600.

 

Regime de Avaliação

Avaliação contínua e realização de um trabalho escrito sobre um dos temas do curso (a avaliação apenas poderá ser realizada por inscritos que tenham participado em 90% das sessões)

 

Inscrição

Através da ficha de inscrição.

Presencialmente na Divisão Académica – Núcleo de Formação ao Longo da Vida (Piso 1, Torre B).

 

Datas de inscrição

Início: 1 de setembro | Fim: 15 de outubro

 

Contactos para informações

IEM - Instituto de Estudos Medievais

Telefone: 21 790 83 00, Ext. 1321

E-mail: iem.geral@fcsh.unl.pt

Topo da Página
classificado em: