GRUPOS DE INVESTIGAÇÃO













Teses 1985-2007

MAPA DO SITE | CONTACTOS |
OUTRAS LIGAÇÕES














 




 

PENSAMENTO E CULTURA HISPÂNICA

Investigadores:

José Esteves Pereira (Coordenador)
António Horta Fernandes
António Braz Teixeira
Cecília Honório
Cristiana Soveral
José Henrique Dias
Margarida Barahona Simões
Margarida Isaura Almeida Amoedo
Maria Conceição Quintas

Maria Fernanda Abreu

Maria Ivone Ornell
as de Andrade
Maria Teresa de Noronha
Paulo Ferreira da Cunha
Rui Afonso Costa


Colaboradores:

Isabel Araújo Branco
Maria de Lourdes Sirgado Ganho

Rosa Tavares Duarte
Sara Marques Pereira


 

- OBJECTIVOS

- INVESTIGAÇÃO EM CURSO

- RESULTADOS

- ACÇÕES


- DOCUMENTOS


- PIEDADE POPULAR

ASOCIACIÓN DE CAMINERÍA: http://www.ai-camineria.com:80/

 

 

 

     

 

OBJECTIVOS:

O objectivo geral da linha de investigação "Pensamento e cultura hispânica" é o estudo da história de correntes do pensamento hispânico desde a alta idade média até ao presente.
Uma atenção especial é dedicada ao pensamento Luso-Brasileiro e ao pensamento Espanhol e latino-americano contemporâneo, numa perspectiva da história das ideias.
O protocolo existente entre o CHC e o Instituto de Filosofia Luso-Brasileira é a base para o desenvolvimento do estudo comparado do pensamento português e brasileiro, focando a obra de autores identificados e alguns temas específicos, em particular no campo do pensamento filosófico, jurídico, político e estético.

.

INVESTIGAÇÃO EM CURSO

A nível colectivo, o grupo continua a colaborar com o Instituto de Filosofia Luso-Brasileira organizando os congressos internacionais que têm lugar numa base bianual, com as designações de Tobias Barreto em Portugal e de Antero de Quental no Brasil.
O debate entre os nossos investigadores e e muitos parceiros dos estudos filosóficos e culturais luso-brasileiros está em curso. Em resultado deste debate, um número especial da revista Cultura sobre pensamento e cultura hispânicos está a ser preparado para 2009.
A publicação da pesquisa será doravante orientada tendo em conta os Projectos colectivos do CHC. O eixo do debate epistemológico sobre história das ideias e a problemática da cultura as questões relacionadas com o tema "Cultura e Política" estão no centro das actividades neste quadriénio 2007-2010.
Um projecto relevante do grupo é a criação de um corpus de filosofia e história das ideias a nível Ibero-Americano, parcialmente no âmbito do ensino da disciplina de Pensamento Hispânico na UNL (única no contexto das licenciaturas em Portugal) mas também visando a promoção dos estudos Ibero-Americanos em Portugal.
Optou-se por uma abordagem mais multidisciplinar, considerando tempo, espaço e movimento das ideias da experiência hispânica, abrindo a uma percepção do pensamento hispânico onde se valoriza a cultura e os estudos culturais. A cultura como tema identifica fortemente o CHC, como sucedeu com o projecto "Piedade Popular", que completou o seu programa de investigação. Como consequência, está a assumir-se, também neste grupo, uma perspectiva mais abrangente do seu objecto, nomeadamente considerando o estudo de:
1) Caminhos culturais hispânicos", um projecto que aborda a literatura espanhola e portuguesa sobre o tema. Considere-se as provas dadas pela experiência sobre as rotas dos paradigmas filosóficos e teológicos do priscilianismo, que permite entender a espiritualidade hispânica. Este é um projecto actualmente patrocinado pelo CSIC (Camineria Hispanica http://www.aache.com/camineria/): (Caminhos partilhados entre Portugal e Espanha: as Revistas Literárias do Século XIX);
2) As ideias políticas e sociais no teatro português e espanhol, na segunda metade do século XIX;
3) Cultura e cidadania na Ibero-America;
4) Os debates ideológicos e culturais da contra-revolução em Portugal e Espanha;
Globalmente, as linhas transversais dos projectos do CHC ("Cultura e política" e "História e historiografia") são os fios condutores da investigação específica em curso levada a cabo pelo grupo "Pensamento e Cultura Hispânica".



RESULTADOS

- Com base no protocolo entre o CHC e o Instituto de Filosofia Luso-Brasileira, prosseguiu o estudo comparado do pensamento português e brasileiro. As duas instituições organizaram o VIII Colóquio Internacional Tobias Barreto, que teve lugar em Portugal em 2004 sob o tema "Pensamento, experiência e formas políticas em Portugal e no Brasil (sécs. XIX e XX);
- O CHC coorganizou o Congresso Internacional Ortega Y Gasset, na Universidade de Évora com forte participação de investigadores do grupo.
- Um número da revista "Cultura" (14) foi organizado com o grupo "Livro e leitura" em 2003 (número ainda referente a 2002), e um outro (20, 2005), foi organizado por este grupo;
- Os resultados da investigação no campo do pensamento hispânico podem ser avaliados pela publicação dos membros do grupo e pela participação em eventos a nível nacional e internacional. Regista-se, para o período desde 2003, a publicação de mais de 30 livros, mais de 30 artigos e capítulos em publicações internacionais, mais de uma centena em publicações nacionais e mais de 50 comunicações em conferências internacionais.

Três aspectos a salientar:
a. O estudo comparado de problemas filosóficos e culturais;
b. A importância de estudos relativos à história das ideias políticas e jurídicas, no contexto Luso-brasileiro;
c. A participação e publicação de conferências em edições ibero-americana.

- O coordenador científico do grupo, com apoio na Biblioteca Silva Dias, iniciou em 2004, e desde então tem assegurado, a disciplina de Pensamento Hispânico Contemporâneo, na licenciatura de Filosofia.
- Na formação pós-graduada, regista-se, em 2003-2006, 19 teses de doutoramento e 15 de mestrado defendidas por formandos orientados por membros deste grupo.

Algumas publicações recentes:

António Braz Teixeira, "A crítica da razão jurídica na actual Filosofia do Direito portuguesa". Revista Brasileira de Filosofia, nº 212, Out.Dez. 2003. (também pub. em espanhol como "La crítica de la razón jurídica em la actual filosofia del derecho portuguesa", Anuário de Filosofia Jurídica y Social, vol. 23, Buenos Aires, 2004.)
António Braz Teixeira, "Presenza e assenza di Vico nella filosofia luso-brasiliana", Vico nelle culture iberiche e lusitane, Nápoles, Alfredo Guida Editora, 2004, pp. 143-168.
António Braz Teixeira, “A Experiência Jurídica na Filosofia de Miguel Reale”, Revista Brasileira de Filosofia, nº 222, São Paulo, Abril-Junho 2006.
António Braz Teixeira, “El Fundamento Axiológico del Derecho: Derecho Natural y Justicia en la Filosofia Jurídica Portuguesa del Siglo XX”, Anuário de Filosofia Jurídica y Social, Buenos Aires, nº 25, 2005.
António Braz Teixeira, “Kant e a Reflexão Filosófica Luso-Brasileira do Séc. XIX”, Revista Brasileira de Filosofia, São Paulo, nº 217, Jan.-Março 2005.
António Braz Teixeira, “Situación de Locke en el Jusnaturalismo”, Anuário de Filosofia Juridica y Social, nº 25, Buenos Aires, 2005.
António Braz Teixeira, A Filosofia da Saudade, Lisboa, Quidnovi, 2006, 175 pp.
António Braz Teixeira, Caminhos e Figuras da Filosofia do Direito Luso-Brasileiro, Lisboa, Novo Imbondeiro, 2002, 2ª edição, ampliada.
António Braz Teixeira, Diálogos e Perfis. Estudos sobre o Pensamento Português e Luso-Brasileiro, Lisboa, Europress, 2006, 285 pp.
António Braz Teixeira, História da Filosofia do Direito Portuguesa, Lisboa, Caminho, 2005, 257 pp.
António Braz Teixeira, "Presencia y ausencia de Vico en la filosofia luso-brasileña", Cuadernos sobre Vico, nºs 15-16, Sevilha, 2003, pp. 201-223.
António Braz Teixeira, Sentido e Valor do Direito. Introdução à Filosofia Jurídica, 3ª ed., revista, Lisboa, INCM, 2006, 372 pp.
José Esteves Pereira, "António Sérgio, político. A Ideia de Democracia", in António Sérgio: Pensamento e Acção, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2004, Vol. I, pp. 87-101.
José Esteves Pereira, “José Marinho (1904-1975) e o pensamento português contemporâneo”, in O Pensamento e a Obra de José Marinho e Álvaro Ribeiro, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2005, vol. I, pp. 311-327.
José Esteves Pereira, Percursos de História da Ideias, Lisboa, Imprensa Nacional- Casa da Moeda, Colecção Estudos Gerais/ Série Universitária, 2004, 424 pp.
Margarida Barahona Simões, Prisciliano e as tensões religiosas do século IV, Lisboa, Universidade Lusíada Editora, 2002
Margarida Isaura Almeida Amoedo, José Ortega y Gasset. A aventura filosófica da Educação, Lisboa, IN-CM, 2002.
Maria Fernanda Abreu, Mulher, Cultura e Sociedade na América Latina/ Mujer, Cultura y Sociedad en América Latina. Vol. 4. Red Túpac Amaru – Programa Micaela Bastidas. Organização/compilación de Maria Fernanda de Abreu. Lisboa, Edições Colibri - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa, 2003, [2004], 338 págs.
Maria Ivone Ornellas de Andrade, A Contra-Revolução em Português, José Agostinho de Macedo, Lisboa, Edições Colibri, 2005.
Maria Teresa de Noronha Cardoso Rocha, “The Creationism of Leonardo Coimbra and Saudade as a Moral Gift”, Analecta Husserliana. The Yearbook of Phenomenological Research. Vol LXXXIX.(350-370pp.) Edited by Anna - Teresa Tymieniecka . The World Phenomenologie Institute. Hanover,NH, USA.
Paulo Ferreira da Cunha, “Mémoire et droit. Fascination et défi”, in La Mémoire, entre silence et oubli (dir. de Stamatios Tzitzis), Québec, Les Presses de l’Université Laval, 2006, pp. 363-375.
Paulo Ferreira da Cunha, “Politeia and Paideia. “Reminiscences” of Western Political Thought in a Reading of Plato’s Politeia, PHILOSOPHIA, Atenas, Revista da Academia de Atenas, n.º 36, 2006, pp. 121-137.
Paulo Ferreira da Cunha, Anti-Leviatã, Brasil, Porto Alegre, Sérgio Fabris, 2005.
Paulo Ferreira da Cunha, Pensamento Jurídico Luso-Brasileiro, Lisboa, IN-CM, 2006.
Paulo Ferreira da Cunha:, “Aristóteles: Filosofia do Homem – Ética e Política”, Revista Internacional d’Humanitats, Barcelona, ano VIII, n.º 8, 2005.

números da revista Cultura associados ao programa de trabalho deste grupo:

nº10, 1998, "Piedade popular"
nº12, 2000/2001 "Pensamento hispânico"
nº13, 2000/2001 "A geração 98"
nº20, 2005, "Estudos sobre o pensamento hispânico"




DOCUMENTOS


 

PIEDADE POPULAR 

Neste projecto integra-se o projecto luso-francês "Piedade Popular em Portugal. Repertório bibliográfico" completou o seu programa de investigação de base, cobrindo todo o País desde o Minho às Ilhas. No entanto, mantém-se como área de pesquisa do CHC, perseguindo dois objectivos. Por um lado, pretende-se preparar a publicação dos dois últimos tomos, que abrangem os distritos a sul do Tejo e das Ilhas, a qual implicará a recolha das publicações mais recentes ainda não reunidas no repertório. Por outro lado, partindo da base de dados já organizada, visa-se efectuar a sua actualização em português, passando a constituir a vertente da cultura popular do projecto “Caminhos culturais hispânicos”.

Estudo comparativo de dois casos
Modelos de secularização e de clericalização

TOPO INÍCIO