GRUPOS DE INVESTIGAÇÃO
















Teses 1985-2007

MAPA DO SITE | CONTACTOS |
OUTRAS LIGAÇÕES














 










 

 

ESTUDOS DA ANTIGUIDADE

Investigadores:

Leonor Santa Bárbara (coord.)
António Moniz
Artur Anselmo
Carlos Leone
Luís Manuel Bernardo
Manuel Naia da Silva
Mª Rosário Laureano Santos



Colaboradores:

Edgar Fernandes
Francisco Caramelo
Inês Ornellas e Castro
Maria Celeste Moniz
Maria Alcina dos Mártires Lopes
Maria Natália Quinta Queimada
Ana Rita Lopes

Bolseiros (BII 2009/2010):

Afonso Reis Cabral


BII 2008/2009 :

Edgar Fernandes
João Pereira de Matos

  - OBJECTIVOS

- INVESTIGAÇÃO EM CURSO

- RESULTADOS

- ACÇÕES


- DOCUMENTOS

lançamento do nº 23 da Cultura, com Rosado Fernandes
     


OBJECTIVOS:

Os investigadores do grupo de Estudos da Antiguidade não provêm apenas da área da Antiguidade Clássica, mas também da Antiguidade Pré-Clássica, bem como da Literatura Portuguesa e das Comparadas. Isto permite que o grupo desenvolva o seu trabalho em duas áreas distintas: o estudo da Antiguidade (tendo em conta tanto os aspectos culturais como os literários) e o estudo dos seus reflexos e influências na cultura europeia, sobretudo a portuguesa, trabalho que pode ser realizado de formas diversas: tradução dos textos mais relevantes, sobretudo aqueles que nunca foram traduzidos para Português, ou não possuem traduções acessíveis; estudos respeitantes à Antiguidade e a sua influência.
Como primeiro passo para o estudo da influência da Antiguidade na cultura portuguesa, este grupo de investigação prepara um estudo sobre o Epicurismo, bem como uma análise das questões relevantes na cultura portuguesa entre os séculos XIX e XX, como o orientalismo ou a visão que os Portugueses tinham da Grécia nessa época.



INVESTIGAÇÃO EM CURSO

O primeiro trabalho de investigação a realizar brevemente é um estudo sobre o Epicurismo e a sua influência, principalmente na cultura portuguesa, que deve ser realizado em três fases: o estudo do Epicurismo grego; o estudo do Epicurismo romano; e o estudo dos seus reflexos e influências na cultura europeia, com especial incidência na portuguesa, reunindo os textos mais importantes desde, pelo menos, Sá de Miranda, até ao século XX. A primeira fase já se encontra em curso: a tradução dos textos de Epicuro está quase concluída, pelo que se prevê que seja publicada durante o corrente ano, com um estudo introdutório de Alain Gigandet (Universidade de Paris XII). Quanto à segunda parte, a tradução do De Rerum Natura, de Lucrécio, iniciar-se-á este ano e contará com a colaboração de António Ruiz Castellanos (Universidade de Cádiz). Esperamos que nos próximos três anos, o poema de Lucrécio esteja traduzido, bem como uma antologia de textos seleccionados de outros autores Romanos (Cícero, Horácio, Virgílio, Séneca), respeitantes à doutrina epicurista em Roma. Esta parte, bem como alguma investigação relativamente à terceira fase, foram objecto da candidatura a projectos da FCT em Fevereiro de 2009
(FCT: PTDC/FIL-FIL/103699/2008). Este projecto conta com a colaboração de colegas de outras Universidades e de outras Unidades de Investigação. Quanto à terceira parte do projecto, prevê-se que será levada a cabo a partir de 2013, com a colaboração de outros colegas.

Relativamente ao projecto Cultura e Política, o grupo tem a intenção de analisar alguns aspectos dos séculos XIX e XX, como o orientalismo ou a forma como os Portugueses olhavam a Grécia na época. Esta análise será feita a partir do estudo de autores como Almeida Garrett, Alexandre Herculano, Camilo Castelo Branco, Antero de Quental, Eça de Queirós, Teixeira de Pascoaes, José Régio, Fernando Pessoa, Vergílio Ferreira, Miguel Torga, Sophia de Mello Breyner, Natália Correia, Manuel Alegre ou Herberto Hélder, cujos textos mostram uma clara influência da Antiguidade Clássica.

Também pretendemos participar activamente no projecto central da unidade de investigação (História e Historiografia da cultura e das ideias), designadamente pelo modo como a Antiguidade, sobretudo a Antiguidade Clássica, influenciaram autores portugueses, como Herculano, Oliveira Martins, Jaime Cortesão ou António Sérgio.



RESULTADOS

As principais realizações do grupo são:

- Colóquio “Tempo e Temporalidades – concepções e calendários”, em Novembro 2005;
- Ciclo de conferências “Expressões Culturais da Antiguidade Helenística”, Março-Maio 2006;
- VI Congresso Internacional da Associação Portuguesa de Estudos Clássicos “Identidade e Cidadania – da Antiguidade aos nossos dias”, Outubro 2006.

Consequentemente, o número 23 da revista Cultura, ‘Ideia(s) de Tempo(s)’ reúne no seu dossier os textos das comunicações apresentadas no Colóquio “Tempo e Temporalidades”. A apresentação deste número ocorreu a 17 de Outubro de 2007, feita por Raúl Miguel Rosado Fernandes.

Por outro lado, uma parte relevante dos investigadores do grupo traduziu para Português um tratado de D. Jerónimo Osório, De Gloria, publicado em edição bilingue em Dezembro de 2006.

Finalmente, queríamos referir o trabalho de Maria Aparecida de Oliveira Silva, Plutarco e Roma: o mundo grego no Império, dissertação de doutoramento apresentada à Universidade de S. Paulo (Brasil), em Setembro de 2007, visto que a autora foi coorientada por um dos investigadores do grupo, em Setembro-Outubro de 2006.

ACÇÕES

Tempo e Temporalidades

Expressões Culturais da Antiguidade Helenística

VI Congresso Internacional de Estudos Clássicos


DOCUMENTOS 








TOPO INÍCIO