foradelinha    Trabalhos variados Reportagens 07  
     Revista das cadeiras do atelier de jornalismo e cyberjornalismo da FCSH-UNL  EMAIL    
    secções  |  login  |   pesquisa  |  atelier jornalismo <  
 
     
      Protesto do movimento “Que se lixe a troika!” reúne milhares


 
 

Sob o lema “Não há becos sem saída!”, o movimento “Que se lixe a troika!” saiu à rua, em catorze cidades portuguesas, para lutar contra as políticas de austeridade. Apesar de ter tomado proporções menores que as manifestações anteriores, o protesto reuniu ainda milhares de pessoas.



“Governo de incompetentes, governo de abortos, governo de Cavaco: rua já!” foi uma das mensagens estampadas num dos muitos cartazes que a multidão transportava. O ambiente era de protesto e de revolta contra os governantes e as suas acções, nomeadamente o Orçamento de Estado para 2014. O apelo dirigia-se, especialmente, para a demissão do governo e para a saída da troika de Portugal. “Governo rua, troika out!”, dizia um dos manifestantes.

Em Lisboa, o ponto de encontro foi no Rossio. O trajecto levado a cabo implicou a passagem pelo Terreiro do Paço, Praça do Município, Cais Sodré e Santos. O ponto final foi a Assembleia da República. No caminho ouvia-se entre, palmas e assobios, cânticos como “Fora, fora, fora já daqui! A fome e a miséria é a do FMI!”. “A dívida não é nossa!”, reclamavam indignados.

João Pinheiro, estudante de 19 anos, Sofia, de 35 e Maria Isabel Melo, de 86 anos, são três das muitas pessoas que marcaram presença:




Em frente à Assembleia da República, discursaram várias pessoas, membros de várias organizações civícas e sindicatos, e, depois de várias evocações do 25 de Abril de 1974, ouviu-se a célebre “Grândola Vila Morena”.

     
artigos relacionados:

     
Inês Rebelo
ines_rebelo2@hotmail.com