foradelinha    Trabalhos variados Reportagens 07  
     Revista das cadeiras do atelier de jornalismo e cyberjornalismo da FCSH-UNL  EMAIL    
    secções  |  login  |   pesquisa  |  atelier jornalismo <  
 
     
      Milhares saem à rua a pedir a demissão do governo e a saída da troika

"Que se lixe a troika"



 

 

Catorze cidades portuguesas aderiram à manifestação convocada pelo movimento “Que se lixe a troika” visando protestar contra as medidas de austeridade impostas pelo governo. Em Lisboa, a marcha começou no Rossio rumo à Assembleia. Alguns dos manifestantes partilharam as suas histórias com o FORA DE LINHA.

O desfile contou com a participação activa dos manifestantes que gritavam palavras de ordem tais como: “desempregados à rasca gritam já basta”, “é só mais um empurrão e o governo vai ao chão”, “troika não, troika não, troika não”, “Esta vida de austeridade está a dar cabo de mim”.

Chegados ao Parlamento juntaram-se milhares daqueles que marcharam contra a actual situação do país. Ao longo de mais de duas horas, em frente à Assembleia da República, membros de sindicatos e organizações falaram aos manifestantes, intercalando os discursos com música de intervenção.

O movimento ‘que se lixe a troika’, desta vez com o lema “Não há becos sem saída” aponta o dedo ao governo pelo estado do país. As milhares de pessoas que se reuniram nas ruas lisboetas exigem a queda do governo, a saída do FMI e a renegociação da dívida pública.

Neste sábado, dos mais novos aos mais velhos,estavam representados inúmeros sectores da sociedade, onde a massa humana era composta por professores, desempregados, estudantes, jornalistas, reformados, associações de deficientes e até políticos que juntos pedem por um Portugal melhor.

Apesar de se sentir uma quebra de afluência, comparativamente com as manifestações de Setembro e Março, este protesto foi marcado pela revolta daqueles que se sentem afectados pela actual política do governo. O protesto terminou por volta das 19.45h com os manifestantes a entoarem a emblemática canção “Grândola Vila Morena”, relembrando os tempos de Abril.

     
artigos relacionados:

     
Sara Rodrigues
sara.rrt@hotmail.com