www.facsnet.org

Apresentação

www.facsnet.org é um site indispensável para qualquer jornalista. Criado pela FACS - The Foudation for American Communication , tem como principal objectivo fornecer conhecimentos, instrumentos e contactos de especialistas que ajudem os jornalistas no tratamento e desenvolvimento dos principais temas da actualidade. Apesar de ser necessário preencher um pequeno formulário de registro, na primeira vez que acedemos ao site, a sua consulta é totalmente gratuita para jornalistas e outros profissionais na área.

facsnetlogo.gif (3956 bytes)

Organização

O site está organizado em quatro grandes áreas:

facs1.gif (1277 bytes) Top Issues - Em Top Issues, o Facsnet, em colaboração com a Associated Press, sugere aos jornalistas os principais temas de cada dia, remetendo para links que podem ser importantes para a compreensão ou desenvolvimento de cada tema em particular. Para além dos assuntos do "dia", em Top Issues podemos ainda encontrar informações detalhadas, glossários, listas de links e mapas de assuntos tão variados como: o conflito no Kosovo, as Telecomunicações, o bug do ano 2000 ou as alterações climatéricas mundiais. 
facs4.gif (1227 bytes) Internet Resources - Aqui podemos pesquisar informação sobre diversas áreas. O utilizador pode seleccionar os tópicos em que está interessados, de um conjunto de 17 áreas (Educação, Política, Ciência, Ambiente,...). No caso de não estar interessado em nenhum destes tópicos pode fazer a sua pesquisa no motor de busca através de uma palava chave. Como resultados da pesquisa, o Facsnet oferece uma lista de sites, o mais exaustiva possível, que tenham interesse jornalístico e que permitam aprofundar o conhecimento nessa matéria.

facs3.gif (1300 bytes)

Reporting Tools - Em Reporting Tools, o Facsnet fornece guias, glossários e artigos académicos para ajudar os jornalistas a responder a questões mais complexas. O Facsnet oferece também dicas para distinguir a boa da má informação na net, informações sobre a utilidade e a utilização da World Wide Web, e-mail, newsgroups, news filters,...
facs2.gif (1235 bytes) Sources Online - Esta é uma das grandes mais-valias do site. Aqui podemos encontrar uma base de dados de fontes, que fornece os nomes, as áreas de investigação, um resumo do curriculum vitae e os contactos dos especialistas em Ciência, Economia, Política ou Direito. Podemos ainda encontrar os URL e os contactos de grandes empresas e várias associações.

Interactividade e Fiabilidade

A navegação por este site é bastante fácil, dado os conteúdos estarem bem arrumados. A equipa apela também à interactividade, pedindo que lhes enviem os endereços e uma breve descrição de sites que sejam úteis para os jornalistas, mas que ainda não constem da base de dados do Facsnet.                                                                 Para além de podermos enviar mensagens para a equipa do Facsnet, existe ainda uma rubrica no site que nos permite saber quais são os objectivos, a missão e os projectos desta equipa. Ficamos também a saber quem são os membros que a constituem e qual o seu conselho consultivo.

Aspectos Positivos

- A facilidade da consulta da informação e o grafismo simples e atraente.

- A quantidade e qualidade dos conteúdos que disponibiliza.

- O Facsnet divulga também a listagem das conferências, workshops e seminários organizados pela Facs, permitindo aos jornalistas inscreverem-se. De positivo, o facto de posteriormente colocar on-line resumos e textos dessas mesmas conferências.

Aspectos Negativos

-Em cada uma das grandes áreas do site, o utilizador tem a opção de pesquisar através de palavras chave. No entanto,  o motor de pesquisa nem sempre funciona.

- O site peca ainda por ser demasiado centrado nos EUA. É dirigido sobretudo a jornalistas americanos, tratando os temas principais nacionais e fornecendo o contacto de especialistas americanos nessas matérias. No entanto, acredito que o Facsnet possa ter uma utilidade à escala mundial, uma vez que muitos temas internacionais também são tratados e alguns temas americanos têm projecção universal.

 

Marta Fernandes

Maio 2000