Cib erjornalismo                              1999/2000
UNova

Página Inicial Programa Tarefas Links Úteis Bibliografia Aula 23

Aula1
Aula2
Aula3
Aula4
Aula5
Aula6
Aula7
Aula8
Aula9
Aula10
Aula11
Aula12
Aula13
Aula14
Aula15A
Aula16
Aula17
Aula18
Aula19
Aula20
Aula21
Aula22
Aula23V.GIF (1820 bytes)
Aula24
Aula25

Trabalhos
Trabalhos
dos alunos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

pin_azul.gif (941 bytes) Sumário

Escrever para a Web. LEITURAS.

pin_azul.gif (941 bytes) Escrever para a Web

A escrita de artigos jornalísticos para a Internet é muito diferente da escrita de textos para jornais, revistas, rádio ou televisão. Tratando-se de um meio de comunicação social com características próprias, convém que os jornalistas as utilizem ao máximo, não esquecendo os princípios básicos do jornalismo, como a distinção entre notícias e opiniões ou a necessidade de confirmar todas as informações recolhidas.

No seu livro A Writer Teaches Writing, Donald Murray identifica as características do Bom Jornalismo, que aqui traduzo e adapto:

O QUE É BOM JORNALISMO?

INFORMAÇÃO - Os leitores apreciam uma certa abundância de informação específica. Gostam que lhes seja dada informação que os faça pensar e que os transforme, de certa maneira, numa autoridade no assunto, de forma a que possam transmitir essa informação a outras pessoas. A escrita que funciona tem uma certa densidade de informação. Não é leve ou superficial, mas tem suficiente profundidade.

HONESTIDADE - Os leitores ficam tão angustiados com o que é falso ou de plástico que apreciam a honestidade. Uma nota em falso e a escrita está perdida, os leitores já não acreditam nela. Mas quando somos honestos, os leitores são puxados para nós, acreditam na nossa autoridade e ouvem a nossa mensagem.

FOCO - Os leitores apreciam a escrita que tem um foco, a escrita que fala de um assunto dominante e que o desenvolve depois, a escrita em que cada pedaço de informação está ligado ou relacionado com outro pedaço de informação.

FORMA - Os leitores necessitam de sentir uma estrutura. O trabalho do jornalista é, afinal, dar algum sentido ao caos. A forma da escrita é importante para os leitores, pois ela ajuda a fazer entender a mensagem.

DESENVOLVIMENTO - Os leitores necessitam de sentir que um determinado texto está completo e tem movimento, necessitam sentir que estão a ser bem conduzidos para um determinado fim.

DOCUMENTAÇÃO - Os leitores necessitam de provas para acreditar naquilo que o jornalista está a dizer. O jornalista tem de aprender a sair da frente e a apresentar provas, e nunca opinião, de forma a convencer o leitor.

VOZ - Mais do que tudo, os leitores escutam uma voz, um escritor individual a falar para um leitor individual de forma individual. A voz tem de ser vigorosa e apropriada para o escritor, para o assunto e para o leitor.

CONCLUSÃO - Os leitores necessitam sentir que um artigo chegou ao fim, que tocou todos os pontos essenciais e que atingiu uma conclusão.

O respeito por estas qualidades do texto jornalístico dará certamente bons resultados na Web, se a isso juntarmos algumas das características típicas da escrita para a Internet e que já abordámos superficialmente na aula 17: títulos e entretítulos informativos; textos curtos (metade do tamanho que teriam normalmente no papel), com parágrafos não muito longos; listagens abundantes; informação suplementar em textos a que acedemos através de hiperligações; pirâmide invertida como organização preferencial; escrita simples sem muitos floreados.

 

pin_azul.gif (941 bytes) LEITURAS

© Copyright, António Granado, 2000                                                                                                                                            setatopo.gif (818 bytes)
Última actualização: 30 Mai 2000